Tecnologia

Instagram Direct envia mensagens para Facebook Messenger – e vice-versa

Publicados

em


source

Tecnoblog

Instagram
Divulgação/Facebook

Facebook integra Instagram Direct e Messenger

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (30) uma enorme integração entre o Instagram Direct e o Messenger : isso significa que usuários de um aplicativo poderão enviar mensagens para o outro. Além disso, será possível responder a uma mensagem específica no chat, trocar a cor do plano de fundo e definir limites de tempo para visualização.

O ícone do Direct, no canto superior direito do Instagram, será substituído pelo ícone do Messenger. A interface continua basicamente a mesma, incluindo sua lista de amigos, porém traz diversos recursos novos.

Você poderá conversar por texto e realizar chamadas de vídeo com usuários de ambas as plataformas. É possível responder a uma mensagem específica, fazer encaminhamento e usar reações de emoji no Instagram , tal como no Messenger . Também dá para trocar as cores do bate-papo com degradês personalizáveis.

Leia Também:  Google estaria pagando uma fortuna para ter seu buscador em iPhones; entenda

O Instagram e o Messenger permitirão controlar as pessoas que podem enviar mensagens para você: há configurações diferentes para amigos de amigos no Facebook, usuários com seu número de celular, seguidores etc. Além disso, há formas de denunciar conversas inteiras e bloquear contatos de forma simultânea nos dois apps.

“Estamos disponibilizando esses novos recursos no Instagram e no Messenger em alguns países ao redor do mundo e vamos expandi-los globalmente em breve”, diz o Facebook em comunicado.

A novidade foi anunciada por Adam Mosseri, diretor do Instagram , e Stan Chudnovsky, vice-presidente do Messenger . A integração entre os dois apps foi confirmada por Mark Zuckerberg em 2019. O CEO também planejava interoperabilidade com o WhatsApp , o que ainda não ocorreu — a criptografia de ponta a ponta cria algumas dificuldades nesse sentido.

Instagram e Messenger integram recursos

Estes são os recursos que estarão no Instagram e Messenger :

  • respostas e reações de emoji: responda a uma mensagem específica no chat, tal como no Messenger e WhatsApp, ou use uma reação de emoji
  • figurinhas de selfie e efeitos animados: será possível criar stickers (adesivos) de boomerang com sua selfie para usar em uma conversa, ou usar efeitos animados de mensagem
  • encaminhamento: compartilhe mensagens com até cinco amigos ou grupos
  • modo temporário: você pode configurar mensagens para que desapareçam após serem visualizadas ou quando você fechar o chat
  • cores do bate-papo: as conversas poderão ser personalizadas com degradês de cores
  • assistir juntos: será possível ver vídeos do Facebook Watch e IGTV durante uma chamada de vídeo com amigos e parentes; haverá também em breve uma integração com o Reels, rival do TikTok
  • controles de mensagens: decida quem pode entrar em contato diretamente para você, e quem deverá fazer uma solicitação de mensagem
  • denúncia e bloqueio: é possível denunciar conversas inteiras ou mensagens específicas no Instagram ao usar a nova Central de Contas; Instagram e Messenger também darão sugestões proativas de bloqueio
Leia Também:  Facebook lança streaming rival do Google Stadia com jogos de celular

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tecnologia

Em novo golpe no Instagram, criminosos se passam por bancos; saiba se proteger

Publicados

em

Por


source

Olhar Digital

Instagram
Unsplash/NeONBRAND

Instagram é espaço para aplicação de golpes

Com os golpes de WhatsApp  tornando-se cada vez mais comuns, alguns criminosos tentam abordagens diferentes para conseguir enganar suas vítimas. Esse é o caso de uma nova onda de ameaças que começou a aparecer no Instagram .

De acordo com a ESET, empresa especializada na detecção de ameaças, um novo esquema utiliza contas do Instagram no nome de grandes bancos para enganar usuários. Os criminosos se apresentam como canais de atendimento desses locais e entram em contato com possíveis vítimas.

Em um caso específico, os cibercriminosos enviaram para um usuário uma mensagem privada a partir de uma conta que fingia ser a oficial do Banco Galicia, da Argentina. No texto recebido pelo usuário, os golpistas ofereciam, em nome da instituição, um canal de atendimento direto para tirar dúvidas e registrar reclamações.

A empresa de segurança acredita que, a partir desse primeiro contato, os criminosos tentem conseguir dados pessoais, como telefone, para aplicar futuros golpes por ligação. Embora a conta possua a logomarca e o nome da instituição financeira, algumas particularidades chamam a atenção – e podem servir como um sinal de alerta. 

Leia Também:  Sem Harry Potter: veja a lista de filmes que saem da Netflix nesta semana

Em primeiro lugar, o baixo número de seguidores é um dos indícios mais fortes. Além disso, a falta de verificação da conta é o segundo sinal. Ao observar o perfil, há apenas uma publicação, o que, por si só, é bastante estranho. Por fim, a mensagem deve ter isso enviada em massa, já que não conta com nenhuma referência pessoal.

Atualmente, segundo a ESET, há vários bancos que tiveram a identidade falsificada em redes sociais, como no Instagram  e Facebook . “Na verdade, de acordo com fontes judiciais da Argentina, os ataques por meio de contas falsas em redes sociais que se passam por entidades financeiras aumentaram 30% nos últimos três meses. No entanto, no caso do Banco Galicia, existe a particularidade de que, há algumas semanas, a entidade financeira comunicou, em suas redes sociais, que encerraria temporariamente sua conta do Instagram devido ao número de contas falsas tentando enganar usuários”, explica Luis Lubeck, especialista da ESET América Latina.

Esse movimento se repete em outras redes sociais . No Facebook, por exemplo, há cerca de 20 páginas com o mesmo nome do banco argentino. O Twitter  enfrenta o mesmo problema, com várias contas passando-se pela instituição – ainda que exista um perfil oficial.

Leia Também:  Em novo golpe no Instagram, criminosos se passam por bancos; saiba se proteger

“Com a facilidade de criar contas nas diferentes plataformas sociais, os usuários devem levar ao extremo suas medidas de segurança pessoal e ter em mente a importância de nunca fornecer informações pessoais por meio de mensagens que chegam inesperadamente de contas não verificadas ou suspeitas”, comenta o especialista da ESET.

“É importante analisar o perfil acessado, se é uma conta verificada que tenha um grande número de seguidores e que não seja uma conta com data de criação recente”, recomenda Lusbeck.

Como se prevenir

Ao receber qualquer mensagem, a empresa recomenda que o usuário entre em contato com o banco pelos meios habituais para garantir sua legitimidade. Além disso, ter uma solução de segurança no dispositivo pode ajudar nesses casos, já que você pode ser avisado se navegar por um site que já foi reportado por spoofing – em que o cibercriminoso se passa por outra pessoa ou instituição.

Por fim, caso sejam fornecidas aos golpistas informações pessoais, o próximo passo é entrar em contato direto com a entidade para que as devidas alterações sejam realizadas e os danos minimizados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo