Estadual

Governador destaca evolução das obras na Ponte da Integração

Publicados

em


.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior avalia como muito positiva a evolução da construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, ligando as cidades de Foz do Iguaçu, na Região Oeste do Paraná, e Presidente Franco, no País vizinho. Um ano após o início do projeto, aproximadamente 30% da obra está concluída.

A expectativa, destacou Ratinho Junior, é que a nova ponte internacional seja inaugurada em março de 2022. “É um projeto que está em discussão há mais de 25 anos e que tiramos do papel em tempo recorde”, afirmou o governador, ressaltando a importância do envolvimento da Itaipu Binacional para a realização da obra.

Ele destaca que a boa parceria entre o Estado e a direção da hidrelétrica permite um trabalho conjunto que promoverá o desenvolvimento da região. “Somos responsáveis pela gestão desta obra, que é parte do planejamento de melhorar a integração na América do Sul e vai ampliar o turismo em Foz do Iguaçu”, afirma Ratinho Junior. “É um símbolo que marcará esse século como a Ponte Internacional da Amizade marcou o último”, acrescentou.

“Estamos vivendo um momento histórico: este local nunca mais será o mesmo”, afirmou diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna. “A velocidade da construção demonstra o compromisso e a seriedade de transformar promessa em entrega”, completou.

Leia Também:  Circuito de oficinas promoveu a capacitação de servidores do IAT

Secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex ressaltou que a intervenção é a maior obra do Estado, uma das maiores do País e um desafio logístico internacional. “A nova ponte é fruto do bom relacionamento com o Governo Federal, que entendeu que o Governo do Estado deveria ser responsável pela gestão da obra”, disse o secretário.

ESTRUTURA – A gestão da obra é do Governo do Paraná, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Os recursos são da Itaipu Binacional, que está investindo R$ 463 milhões no projeto que inclui a estrutura, as desapropriações e a criação de uma via perimetral, que vai ligar a nova ponte e a aduana da Argentina à BR-277, caminho para Curitiba e Porto de Paranaguá.

A ponte terá 760 metros de comprimento e vai ser do tipo estaiada, com vão-livre de 470 metros, o maior da América Latina – correspondente a um edifício com 156 andares. Contará com pista de 3,7 metros de largura em cada faixa, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro.

Leia Também:  Desocupação cai pela primeira vez desde início de pesquisa sobre pandemia no Paraná

TRANSFORMAÇÃO – Atualmente, já é possível ver os oito pilares da margem brasileira quase prontos (os maiores com 60 metros de altura) e parte das sapatas, estruturas que darão sustentação à nova ponte. Também chegaram ao canteiro de obras as primeiras vigas longarinas, que são estruturas metálicas com 20 metros de comprimento e 60 toneladas. Essas vigas servirão de base para a pista de rolamento.

O movimento no canteiro de obras é intenso, com aproximadamente 450 trabalhadores. A expectativa do consórcio Construbase-Cidade-Paulitec, responsável pela construção, é que em abril de 2021 os trabalhos avancem sobre o rio, conectando ambas as margens.

A Ponte da Integração deverá receber o tráfego de veículos pesados para desafogar a Ponte da Amizade, construída há 55 anos e que se transformou numa das fronteiras mais movimentadas do mundo. Isso vai retirar o movimento de caminhões do centro de Foz do Iguaçu.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Estado tem 1.222 novos diagnósticos e 59 mortes

Publicados

em

Por


.

O Paraná registra mais 1.222 casos e 59 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus, segundo boletim divulgado nesta quarta-feira (23) pela Secretaria de Estado da Saúde. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Estado soma 167.144 casos e 4.201 mortos em decorrência da doença. Há ajustes de casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.020 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados nesta quarta-feira (23). São 834 pacientes em leitos SUS (414 em UTI e 420 em leitos clínicos/enfermaria) e 186 em leitos da rede particular (84 em UTI e 102 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 989 pacientes internados, 447 em leitos UTI e 542 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos.

MORTES – A secretaria estadual informa a morte de mais 59 pacientes. Todos estavam internados. São 22 mulheres e 37 homens, com idades que variam de 32 a 100 anos. Um dos óbitos ocorreu em sete de julho, sete em agosto, e os demais pacientes faleceram no mês de setembro.

Leia Também:  Circuito de oficinas promoveu a capacitação de servidores do IAT

Os pacientes que morreram residiam 13 em Curitiba, 8 em Foz do Iguaçu, 4 em Ponta Grossa, 3 em Arapongas, 3 em Santa Terezinha de Itaipu, 2 em Piraquara, 2 em Rolândia, 2 em São José dos Pinhais.

A Secretaria da Saúde confirma também uma morte em cada um dos seguintes municípios: Almirante Tamandaré, Alvorada do Sul, Cambé, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Clevelândia, Colombo, Eneas Marques, Fazenda Rio Grande, Guaíra, Guaratuba, Ibiporã, Imbituva, Itaipulândia, Jandaia do Sul, Morretes, Pato Branco, Quatro Pontes, Quitandinha, Santo Antônio da Platina, São Pedro do Ivaí e Tamarana.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento registra 1.779 casos de residentes de fora, 43 pessoas faleceram.

AJUSTES:

Alteração de município:

Um caso confirmado no dia 2/9 em Foz do Iguaçu foi transferido para Santa Terezinha de Itaipu.

Um caso confirmado no dia 31/8 em Foz do Iguaçu foi transferido para Santa Terezinha de Itaipu.

Um caso confirmado no dia 4/9 em Foz do Iguaçu foi transferido para Itaipulândia.

Leia Também:  PAUTA DIA 24 – A PARTIR DAS 14H: GOVERNADOR ASSINA ORDENS DE SERVIÇO DO VIADUTO BRATISLAVA, EM CAMBÉ, E DO CEEP DE IBIPORÃ

Um caso confirmado no dia 1/9 em Irati foi transferido para Imbituva.

Um caso confirmado no dia 2/8 em Londrina foi transferido para Rolândia.

Um óbito confirmado no dia 18/9 em Curitiba (F, 69a) foi transferido para Morretes.

EXCLUSÕES:

Um caso confirmado no dia 10/8 em Munhoz de Melo foi excluído por duplicidade de notificação.

Um caso confirmado no dia 10/8 em Colombo foi excluído por duplicidade de notificação.

Um caso confirmado no dia 11/8 em Londrina foi excluído por duplicidade de notificação.

Um caso confirmado no dia 11/8 em Jaguapitã foi excluído por duplicidade de notificação.

Um caso confirmado no dia 11/8 em Fazenda Rio Grande foi excluído por duplicidade de notificação.

Confira o informe completo clicando aqui.

www.saude.pr.gov.br/sites/default/arquivos_restritos/files/documento/2020-09/INFORME_EPIDEMIOLOGICO_23_09_2020%20.pdf

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo