Agro Notícia

FRANGO/CEPEA: Poder de compra frente ao farelo de soja é o mais baixo em 2 anos

Publicados

em


.

Cepea, 29/05/20 – As cotações do frango vivo seguem em queda no mercado brasileiro, enquanto os preços do farelo de soja, importante insumo utilizado na atividade avícola, estão em alta. De acordo com pesquisadores do Cepea, esse cenário levou ao pior poder de compra do avicultor em dois anos. No mercado de frango vivo, a demanda final desaquecida tem pressionado os valores de toda a cadeia. Agentes da indústria apontam que os estoques de carne de frango estão em alta, o que, consequentemente, reduz a procura por novos lotes de animais. Para o farelo de soja, segundo a Equipe Grãos/Cepea, o alto valor da matéria-prima, principalmente por conta do câmbio em patamar recorde, elevou as cotações do derivado. Vale ressaltar que, frente ao milho, o poder de compra aumentou, visto que as cotações do cereal estão em queda. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FRANGO/CEPEA: Liquidez interna aumenta em junho, e cotações sobem novamente
Propaganda

Agro Notícia

MAÇÃ/CEPEA: Volume colhido na campanha 2019/20 recua quase 20%

Publicados

em

Por


.

Cepea, 3/7/2020 – O volume de maçãs colhido no Sul no Brasil recuou quase 20% nesta safra 2019/20, somando 939 mil toneladas, de acordo com a ABPM (Associação Brasileira de Produtores de Maçã). Isso porque, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, diversos fatores climáticos afetaram a produção, como o inverno mais ameno, chuvas na primavera (período de florada) e o grande déficit hídrico no verão do ano passado. A variedade mais afetada foi a fuji, que teve quebra de safra bastante expressiva, principalmente em São Joaquim (SC) e em Vacaria (RS). Assim, agentes estimam que, do volume total colhido nesta campanha, apenas 35% seja de fuji e 60% de gala. A concentração de frutas miúdas também foi maior, refletindo o clima mais seco no período de enchimento das maçãs. De acordo com agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, esse cenário reduziu a participação das frutas graúdas (até o calibre 110) no volume total colhido, que deve ser de apenas 20% para a fuji e de 10% para a gala. Como resultado, as cotações das maçãs de maior calibre foram impulsionadas neste ano. No segundo trimestre de 2020 (abril a junho), por exemplo, o preço da gala calibre 110 Cat 1 foi de R$ 89,77/cx de 18 kg na média das regiões classificadoras, alta de 48% frente ao do mesmo período do ano passado. A fuji de mesmo perfil foi vendida por R$ 94,81/cx de 18 kg, aumento de 68% na mesma comparação. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Leia Também:  FRANGO/CEPEA: Liquidez interna aumenta em junho, e cotações sobem novamente
Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo