Carros e Motos

Ford Mustang Mach-E e Tesla Roadster: vitrines dos elétricos

Publicados

em


source
Ford
Divulgação

O Ford Mustang Mach-E, com 1.400 cv, servirá de base para o modelo esportivo GTE dessa linha de carros elétricos da Ford

As montadoras, cada vez mais, apresentam supercarros elétricos como uma vitrine para as próximas gerações de clientes. A Tesla, por exemplo, terá seu novo modelo Roadster acionado por quatro motores elétricos com 1.000 cv. A Ford foi mais longe com o SUV Ford Mustang Mach-E com sete motores elétricos e 1.400 cv.

O Ford Mustang Mach-E 1400 é um veículo para competição e deve estrear na próxima temporada da Nascar, famosa corrida americana do automobilismo. Na sua construção o desafio foi controlar os níveis extremos de potência em um veículo tipo SUV. “O Mustang Mach-E 1400 é completamente insano”, diz um especialista da Ford.

Dos sete motores elétricos, três deles estão acoplados ao diferencial dianteiro. Os outros quatro estão na traseira. Há um único eixo de transmissão conectando-os aos diferenciais.

A bateria de 56,8 quilowatt-hora é composta por células de níquel manganês e cobalto, para desempenho ultra alto e alta taxa de descarga. O sistema da bateria foi projetado para ser resfriado durante o carregamento.

Leia Também:  Kymco AK550 será feito no Brasil e lançado até novembro

A aerodinâmica é auxiliada por dutos de refrigeração, separador dianteiro, ângulo de ataque e asa traseira. O Mustang Mach-E 1400 tem configuração de tração como um carro de corrida.

Ken Block
Divulgação

O piloto Ken Bock, famoso por provas de “cross country”, fez o vídeo de apresentação do Mach-E elétrico

A Ford convidou Ken Block , famoso piloto americano de rali “cross country” e de aventura, para apresentar o carro que servirá de base para o Mustang Mach-E GTE que será anunciado em breve.

A Ford tem demonstrado muita tecnologia no seu caminho para os veículos eletrificados de produção em série. Por isso, sāo aguardados com expectativa o Mustang Mach-E e a picape elétrica F-150 de produção em série que chegam no final do ano.

Esportivo de rua

Tesla
Divulgação

O Tesla Roadster chega ao mercado em 2022 como um dos carros de rua mais rápido do mundo

Como um supercarro totalmente elétrico, o Tesla Roadster maximiza o potencial da engenharia aerodinâmica – com desempenho e eficiência recordes. Pode atingir 100 km/h em 1,9 segundos. Tem uma velocidade máxima de mais de 250 km/h e um alcance de enormes 1000 km, graças a uma bateria de 200 kWh.

Leia Também:  Aceleramos a nova linha Audi RS e R8 até o limite e à exaustão

A Tesla diz que será primeiro esportivo elétrico a estabelecer todos os recordes de desempenho e ainda servir até quatro pessoas. Uma característica importante é que teto de vidro é removível tornando em um veículo conversível.

Muito esperado pelos os clientes no mundo, o carro chega em 2022, mas as reservas do Roadster já estão abertas em muitos países. É exigido um pagamento inicial de US$ 5.000 com cartão de crédito, mais uma transferência bancária de US $ 45.000 com vencimento em 10 dias após o lance sinal. O carro vai custar US$ 200.000.

Um preço agressivo mesmo para os padrões mundiais. Certamente, a marca Tesla, que rivaliza com o Ford Mustang Mach-E , tem um talento especial para conquistar seu público e cumprir suas promessas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Carros e Motos

Segunda via da CNH pode ser pedida pela internet sem sair de casa

Publicados

em

Por


source
CNH
Divulgação

Aplicativo para celular vai permitir acessar a CNH em todo o Brasil sem precisar ir ao Detran

Aqueles que perderam ou tiveram a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) roubada ou furtada neste período da pandemia do Covid-19 têm a opção de pedir uma segunda via digital do documento, que é acessada por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito e tem o mesmo valor da via de papel.

A opção é válida desde o mês passado mesmo para as habilitações emitidas antes de maio de 2017, que não contavam com o QR Code anteriormente necessário para a ativação do serviço. Para obter a segunda via digital, é preciso que a CNH não esteja nem suspensa e nem cassada, ou que não haja a necessidade de alteração de dados pessoas como sobrenome, endereço e a inclusão do exercício de atividade remunerada.

CNH
Divulgação

Com a nova medida os motoristas vão economizar tempo para conseguir uma segunda via da CNH

Depois de fazer o pagamento da taxa de emissão da segunda via na rede bancária, que em São Paulo é de R$ 45,56, é necessário fazer um cadastro no Portal de Serviços Denatran, para onde até o dia seguinte do pagamento da taxa será enviado para o e-mail cadastrado um código para acessar a CNH digital.

Leia Também:  Aceleramos a nova linha Audi RS e R8 até o limite e à exaustão

É possível ainda o pagamento da taxa de envio da CNH impressa pelos Correios. A promessa do Detran.SP é que a via impressa do documento será enviada para o endereço de cadastro após a normalização dos atendimentos presenciais.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo