Política Nacional

Ex-senadora Selma Arruda “Moro de Saias” Tem Pedido de Registro Para Advogar Suspenso Pela OAB

Publicados

em

A seccional do Distrito Federal da ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) decidiu suspender um pedido de inscrição no órgão feito pela juíza aposentada e ex-senadora Selma Arruda (Podemos-MT).
Conhecida como juíza Selma e eleita pelo PSL, a senadora teve o seu mandato cassado em dezembro de 2019 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico e caixa dois.
A decisão foi reconhecida pela Mesa Diretora do Senado no dia 15 do último mês.
A decisão de suspender aconteceu após a seccional da OAB do Mato Grosso ter informado a de Brasília sobre a cassação de Selma. Diante disso, a OAB-DF voltou atrás da decisão que garantia a ex-juíza o direito de exercer a advocacia, informa o site Congresso em Foco.
Em 15 de fevereiro de 2017, quando ainda era juíza, Selma Arruda ordenou a prisão de Francisco Faiad, que já havia exercido a presidência da OAB no Estado do Mato Grosso. Na época, o Conselho Federal da OAB repudiou a prisão.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo confirma que Moro não assinou exoneração de Valeixo
Propaganda

Política Nacional

Fala de Carla Zambelli sobre PF levanta suspeita de informações privilegiadas

Publicados

em

Por


source
mulher de vestido preto
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Deputada federal Carla Zambelli

Durante uma entrevista dada a uma rádio do Rio Grande do Sul segunda-feira (25), a deputada federal Carla Zambelli afirmou que governadores brasileiros eram investigados pela Polícia Federal em questões relacionadas a corrupção envolvendo o novo coronavírus (Sars-Cov-2).

A fala levantou suspeitas de que a deputada tenha informações privilegiadas sobre investigações que ocorrem na PF, já que, na manhã desta terça, a Operação Placebo focou no endereço do governador Wilson Witzel, no Rio de Janeiro, para investigar a ligação dele com Mário Peixoto, empresário que teria superfaturado materiais de obras de hospitais de campanha.

Leia também: Zambelli disse a Moro que Bolsonaro “cairia” com demissão, mas apagou mensagem

“A gente deve ter nos próximos meses o que a gente vai chamar talvez de ‘Covidão’, não sei o nome que eles vão dar, mas já tem alguns governadores sendo investigados pela Polícia Federal”, disse Carla em entrevista. Ela pontuou, ainda, que algumas operações da PF estavam “na agulha”, mas não saíam anteriormente.

Leia Também:  Secretário de Vigilância do Ministério da Saúde deixa o cargo

A deputada não se posicionou sobre o assunto até o momento.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo