Cidades

Ex-deputado Marcelo Almeida ridiculariza Mato Rico e chama população de povo ‘ranhento’

Publicados

em

O ex-deputado federal Marcelo Almeida, gerou indignação e revolta a população de Mato Rico ao desmoralizar a cidade durante um quadro que apresenta na “Rádio T”, na manhã dessa quarta-feira (8). O ex-parlamentar respondia a pergunta de uma jornalista, sobre as cidades do Paraná que ainda não tinham casos de coronavírus (Covid-19). Na ocasião, a entrevistadora citou Mato Rico, como exemplo e perguntou se Almeida conhecia a cidade, momento em que o ex-deputado começou a esculachar o município, ofendendo os moradores.
“Mato Rico é uma cidade muito, muito, muito pobre. Não é pouco pobre”, falou. Ele continuou dizendo que passou pela cidade durante uma campanha eleitoral (não citou o ano), que chegou à cidade por volta do meio dia em uma igreja inacabada com um barracão. “Tinha um sol do meio dia escaldante. E vieram servir para mim, em um pratinho de plástico, quirera com radite. E tinha muito. E todo mundo meio ranhento, nariz meio sujo, aquelas coisas. Eu falei ai meu Deus do céu. E alguém veio com uma fanta uva quente, e eu falei o que é isso, quirera de frango,radite e kisuco (sic)” O deputado afirmou que foi a primeira vez em uma campanha eleitoral que não conseguiu comer. “Me neguei a comer. Começou a me dar um enjoo, estava muito sujo o lugar”, falou. Almeida disse ainda que Mato Rico é uma cidade que ‘tem muita gente com IDH muito baixo’ e seria ‘interessante’ estudar o fato de não ter nenhum caso de Covid.
A TRIBUNA ouviu o prefeito de Mato Rico na manhã desta quinta-feira (9), Marcel Jayre Santos (PP), está indignado com as declarações de Marcelo Almeida. “Não dá para acreditar. É de uma infelicidade terrível a forma como ele coloca. A cidade inteira está indignada. Recebei mais de 100 áudios de moradores cobrando uma reação. E não vamos deixar isso passar”, falou o gestor.
O prefeito afirmou que já conversou com os procuradores do município e não descarta mover uma ação contra Almeida. “Ontem eu tentei um diálogo pessoalmente com ele, mas não foi possível”, falou. Santos disse que se reunirá hoje com a população, Câmara de Vereadores, lideranças do comércio e entidades representativas para definir o que será feito a respeito. “Ele [Marcelo Almeida] nasceu em um berço de ouro, deveria no mínimo respeitar a condição dos outros”, disse Santos, ao classificar a declaração do ex-deputado de “escrota”. O prefeito não soube informar quando o ex-deputado esteve na cidade. Ele disse acreditar que foi na campanha de 1998 ou 2002.
“Mato Rico não é uma cidade pobre. Temos um PIB (Produto Interno Bruto) que está alcançando R$ 90 milhões, agricultura e agropecuária pujante, além de pecuária leiteira muito forte. O menino de berço de ouro, não sabe o que está falando”,rechaçou Santos. Ele disse ainda que o coronavírus não chegou à cidade devido às ações de enfrentamento adotadas pela administração municipal. “Estamos com mais de 60 profissionais de saúde na linha de frente fazendo um grande trabalho. A comunidade também tem entendido e mantido o isolamento. E aí vem um ‘cara’ desse falar uma bobagem desta”, lamentou.
O prefeito acrescentou que teve informação ontem à tarde de que o ex-deputado iria se retratar nesta quinta-feira. “Não sei se ele já se retratou ou se realmente vai se retratar. Mas não vamos deixar isso passar em branco. Nossa população não merece este desrespeito”, ressaltou. A TRIBUNA tentou contato com a assessoria do ex-deputado, mas não conseguiu.

Leia Também:  Morre 7ª Vítima de Covid-19 do Lar dos Velhinhos de Campo Mourão

Fonte: Tribuna do Interior

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Polícia Militar de Roncador com Apoio de Nova Cantu, Apreende 1,2 mil Pacotes de Cigarros Com Dois Elementos, Uma Espingarda e Droga

Publicados

em

Por

Dois homens foram presos e 1,2 mil pacotes de cigarros contrabandeados foram apreendidos numa ação de policiais militares, no início da noite desta quinta-feira, em Roncador. A carga estava sendo transportada em um veículo Fiat/Idea com placas de Curitiba, que foi abordado pelos policiais após uma denúncia anônima. Já na abordagem os militares estaduais verificaram que o veículo estava abarrotado de cigarros de origem estrangeira. De acordo as informações repassadas pelos dois ocupantes do veículo, o material seria levado até a cidade de Castro, na região dos Campos Gerais do Paraná. Os dois homens, de 32 e 44 anos, foram presos pela PM e, após os procedimentos de praxe, encaminhados até a delegacia da Polícia Federal em Cascavel. A carga (12 mil carteiras) foi encaminhada para a Receita Federal em Cascavel. 

Em outra ocorrência, na Vila Anchieta foi abordado quatro indivíduos pelas equipes de Rocam e de Nova Cantu, um dos abordados estava de posse de duas munições de calibre 36, ao realizar a busca no terreno foi localizado uma espingarda calibre 36 da marca Rossi que o Abordado admitiu ser proprietário da mesma , em sequência o mesmo disse ser usuário e foi acompanhado até sua residência onde foi encontrado um invólucro de substância análoga a maconha, totalizando aproximadamente 20 gramas de maconha, o indivíduo preso por porte ilegal de arma e substâncias proibidas.

Leia Também:  Programa Municipal de Proteção de Nascentes realizou a recuperação de 2 nascentes

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo