Estadual

Estado repassa R$ 2,9 milhões para atendimento a idosos

Publicados

em


.

O Governo do Estado repassou nesta sexta-feira (22) R$ 2,9 milhões para fortalecer ações voltadas à promoção, defesa e garantia dos direitos da pessoa idosa no Paraná. O termo que formaliza o repasse foi assinado pelo secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, com o objetivo de reforçar o apoio às instituições que abrigam idosos neste momento de pandemia do coronavírus. Os recursos são provenientes do Fundo Estadual do Idoso e foram aprovados pelo Conselho Estadual dos Direitos do Idoso (Cedi).  

“Os idosos são prioridades nesta gestão. Temos feito parceiras importantes com várias entidades que atendem idosos. Esse repasse destaca o comprometimento do Governo do Estado em trabalhar pelas famílias mais vulneráveis neste momento da Covid-19”, destacou Leprevost.

De acordo com o padre José Aparecidodoto, responsável pela gestão do Asilo São Vicente de Paulo – uma das entidades que vai receber a ajuda – o repasse é muito importante neste momento. “Aqui represento as instituições que atendem idosos, que vão receber esta ajuda que é tão importante neste momento. Agradeço ao Conselho do Idoso que aprovou e acompanhou todo este processo para que o dinheiro chegasse até as entidades”.

Leia Também:  Estado repassa R$ 1,5 milhão a municípios para combater a dengue

Serão beneficiadas 20 instituições: Asilo São Vicente de Paulo; Socorro Aos Necessitados; Colméia Espírita Cristã Abegail; Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas da UFPR; Lar dos Idosos e Centro Promocional Dom Scalabrini; Instituição de Permanência para Idosos Santa Rita; Associação de Senhoras de Caridade; Instituto Paranaense de Cegos; Casa Antonio Frederico Ozanam de Paranavaí; Serviço de Acolhimento para idosos São Vicente de Paulo de Castro; Associação Beneficente Curitibana; Associação Nossa Senhora das Graças; Associação Profeta Daniel; Lar Acelino; Lar São Vicente de Paulo de Piraí do Sul; Recanto dos Velhinhos do Lar Santo Antonio; Ação Social do Paraná; Associação Lar Rosas Unidas de Marechal Cândido Rondon; Associação de Proteção e Amparo ao Idoso Deficiente e Carente; Asilo São de Paula de Mandaguari.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

​Ranking aponta Curitiba como a melhor capital em saneamento

Publicados

em

Por


.

Curitiba é a única capital brasileira no topo do ranking da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) divulgado na manhã desta sexta-feira (5). O Ranking ABES da Universalização do Saneamento – edição 2020 reúne 1.857 municípios, que somam 70% da população do país e utiliza dados do Sistema Nacional de Informações de Saneamento (SNIS). As 27 capitais brasileiras estão presentes no ranking.

Atendida pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Curitiba tem 100% da população urbana atendida com água tratada e 96% com coleta de esgoto (sendo que 100% do esgoto coletado é tratado).

Para o diretor-presidente da empresa, Claudio Stabile, esse resultado reflete o trabalho que a Companhia tem feito na ampliação e melhoria dos serviços na cidade. “Nossos investimentos atendem ao crescimento da população e se antecipam às projeções de demandas”, afirma.

MAIS ALTA  – É a quarta vez consecutiva que Curitiba é avaliada como melhor capital em saneamento, na categoria mais alta do ranking, que é Rumo à Universalização. O ranking analisa indicadores de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, coleta e destinação adequada de resíduos sólidos. 

Leia Também:  Na Semana do meio Ambiente, Paraná lança o programa Voo Livre

A entrega do selo de cidade destaque foi feita pelo presidente da ABES no Paraná, Luiz Henrique Bucco, ao prefeito de Curitiba, Rafael Greca. “É com muita alegria que recebo a notícia de sermos tetracampeões em saneamento e que manifesto que Curitiba prossiga no caminho da universalização”, disse o prefeito.

INVESTIMENTOS – O prefeito destacou que nesta sua gestão os investimentos da Sanepar somam R$ 403 milhões. Ele assinou em 2018 o contrato de renovação com a Companhia de Saneamento do Paraná, que garantiu repasse de recursos para o Fundo Municipal de Saneamento Básico.

“Desde o contrato, estamos regularizando cerca de 12 mil imóveis que, mesmo com acesso à rede coletora, lançavam esgoto irregular na Bacia do Rio Belém. Estamos trabalhando fortemente para garantir água mais limpa em nossa cidade.”

OBRAS – Atualmente estão em andamento obras de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Belém, que é a maior do Estado. A obra irá aumentar capacidade de tratamento de 1.500 litros por segundo para 2.520 l/s.

Leia Também:  Na Semana do meio Ambiente, Paraná inicia o programa Voo Livre

Na área de abastecimento, a Sanepar antecipou a conclusão da obra de interligação da estação elevatória do Corte Branco, para mitigar os efeitos da crise hídrica. E está fazendo a substituição de uma das adutoras de água bruta que levam água da captação até a Estação de Tratamento de Água (ETA) Iguaçu, que irá garantir maior regularidade no abastecimento. Também está em construção a Barragem do Miringuava, em São José dos Pinhais, que fornece água para a Região Sul de Curitiba.

“É um momento ímpar na história. Enfrentamos uma pandemia ao mesmo tempo em que somos afetados com a estiagem mais severa das últimas décadas. Graças à competência técnica e à dedicação de nossos empregados, a Sanepar tem se desdobrado para garantir abastecimento em Curitiba e Região Metropolitana, que são as regiões que mais sofrem o impacto da crise hídrica”, afirma o presidente da Sanepar.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo