Estadual

Esporte anuncia regulamento para o Geração Olímpica

Publicados

em

.

A Superintendência do Esporte divulgou nesta segunda-feira (06) o regulamento para os atletas e técnicos interessados em concorrer à bolsa do programa Geração Olímpica. O período para inscrições estará aberto a partir das 9h desta terça-feira (07) e se encerra, impreterivelmente, às 18h de sexta-feira (17).

Geração Olímpica é considerado o maior programa de incentivo ao esporte, por meio da bolsa-atleta, em nível estadual. O patrocínio exclusivo é da Copel, que nesta edição vai aportar R$ 4,75 milhões. Além disso, a empresa é parceira do projeto desde o início e também é a grande responsável pelo desenvolvimento do esporte no Paraná.

“A manutenção deste programa, em tempos tão delicados como os que passamos, com o mesmo aporte de investimento, é uma demonstração do tamanho da importância que o Governo do Paraná e a Copel dão a ele”, disse o superintendente do Esporte, Helio Wirbiski. Segundo ele, o programa, além de indutor do esporte de alto rendimento, visando o ciclo olímpico e paraolímpico, também dá suporte às centenas de atletas e técnicos do Estado que têm nessa bolsa um fator primordial para o desenvolvimento de suas carreiras.

Todo o processo de escolha dos candidatos para a edição de 2020 está detalhado no Regulamento Geral, que pode ser acessado clicando aqui . Além disso, a entrega presencial dos documentos necessários foi alterada e, de acordo com as normas para a edição de 2020, todas as fases serão online. 

Leia Também:  Cesta Solidária Paraná arrecada 150 toneladas de alimentos

Antes de iniciar a sua inscrição, leia o regulamento e tire suas dúvidas com a Entidade de Administração do Desporto da sua modalidade, com o seu técnico ou com a equipe do Geração Olímpica pelo [email protected] 

Todas as dúvidas serão respondidas única e exclusivamente pelo endereço eletrônico do programa em virtude do teletrabalho que está sendo desenvolvido neste momento de prevenção e cuidados com a Covid-19.

10 ANOS – Em 2020, o Geração Olímpica entra em seu décimo ano de existência e, com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos no horizonte, o programa irá disponibilizar 1.215 bolsas para atletas e técnicos em seis categorias diferentes, que irão contemplar desde crianças com mais de 11 anos de idade até atletas de alto rendimento.

A principal categoria, a Olimpo, irá disponibilizar 30 bolsas no valor de R$ 3 mil para àqueles com maiores chances de conquista de vaga para Tóquio 2021.

Confira as categorias, os valores e o número de bolsas ofertadas:

Formador Escolar: 400 bolsas / R$ 200,00.

Técnico Formador Escolar: 45 bolsas / R$ 350,00.

Leia Também:  Governo e OCDE discutem ferramenta para abordagem sustentável

Estadual EAD: 400 bolsas / R$ 500,00.

Técnico EAD: 70 bolsas / R$ 850,00.

Nacional: 270 bolsas / R$ 1.000,00.

Olimpo: 30 bolsas / R$ 3.000,00. 

HISTÓRIA – Nos últimos anos, os atletas participantes das edições do programa vêm conquistando resultados expressivos. Nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, seis bolsistas representaram o programa. Quatro anos depois, na Rio 2016, o número de atletas saltou para 34 bolsistas e foram conquistadas duas medalhas de prata. Em 2019, nos jogos Pan-Americanos e Parapan-americanos de Lima, 41 bolsistas representaram o Geração Olímpica e trouxeram para casa 31 medalhas (nove de ouro, cinco de prata e 14 de bronze).

GERAÇÃO OLÍMPICA – Em busca de ampliar as oportunidades para os atletas e técnicos, foi lançado em 2011 o programa Geração Olímpica, que em sua fundação se chamava Programa Talento Olímpico do Paraná. De lá para cá, foram atendidos mais de nove mil técnicos e atletas com foco no fomento e desenvolvimento das modalidades presentes nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

As dúvidas devem ser enviadas para o e-mail [email protected] ou pelo Fale Conosco.

Regulamento Geral 2020

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Saúde divulga 214 confirmações e um óbito pela Covid-19

Publicados

em

Por


.

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou neste domingo (31) mais 214 diagnósticos de Covid-19. Com isso, sobe para 4.687 o número de casos confirmados em 248 municípios paranaenses.

O número total de residentes no Paraná que morreram em consequência da infecção causada pelo vírus Sars-CoV-2 chegou a 182. Um a mais do que o último informe. A paciente que faleceu tinha 89 anos, estava internada, residia em Londrina e foi a óbito no sábado (30).

INTERNADOS – Estão internados neste domingo 322 pacientes com o diagnóstico confirmado para Covid-19 de todo o Paraná. Deste total, 242 estão em leitos do SUS (87 em UTI e 155 em enfermaria) e 80 em leitos da rede hospitalar privada (32 em UTI e 48 em enfermaria).

Do total de 1.781 leitos do SUS exclusivos para a Covid-19 em todo o Paraná, 572 estão ocupados por pacientes com suspeita ou confirmação de contaminação pelo novo coronavírus. O Estado tem 572 leitos de UTI adulto, sendo que 250 estão ocupados; 1.100 leitos de enfermarias adulto, 293 ocupados; 37 leitos de UTI pediátrica, 15 ocupados; e 70 leitos de enfermaria pediátrica e 14 ocupados.

Leia Também:  Governo e OCDE discutem ferramenta para abordagem sustentável

A média de ocupação dos leitos do SUS exclusivos para a Covid-19 é de 32% neste domingo. A quantidade varia porque além dos leitos em unidades próprias do Estado, a secretaria estadual contrata diretamente leitos em unidades hospitalares filantrópicas e privadas para atendimento a pacientes quando necessário.

MUNICÍPIOS – 248 cidades paranaenses têm ao menos um caso confirmado pela Covid-19. Em 72 há registro de óbitos pela doença. Entre as 22 regionais de Saúde, apenas a 4ª e a 5ª não têm ocorrência de óbito.

São estes os municípios com novas confirmações:

Com um caso: Abatiá, Almirante Tamandaré, Araucária, Cambé, Campo largo, Campo Mourão, Carambeí,  Catanduvas, Conselheiro Mairinck, Corbélia, Francisco Beltrão, Irati, Itambaracá, Laranjeiras do Sul, Mariópolis, Paiçandu, Palmeira, Palotina, Paranavaí, Quatiguá, Quedas do Iguaçu, Rancho Alegre, Santa Mariana, Santa Terezinha de Itaipu, Sapopema, Sarandi, Siqueira Campos, Terra Boa, Tomazina, Tuneiras do Oeste, Uraí.

Dois casos: Araucária, Colombo, Fazenda Rio Grande, Foz do Jordão, Guaporema, Quatro Barras, Realeza, Reserva do Iguaçu, Telêmaco Borba, Três Barras do Paraná.

Leia Também:  Cesta Solidária Paraná arrecada 150 toneladas de alimentos

Três casos: Antonina, Apucarana, Braganey, Campo Bonito, Ibema, Piraquara, Pontal do Paraná.

Quatro casos: Indianópolis.

Cinco casos: Campina Grande do Sul, Maringá, São José dos Pinhais, Tapejara.

Oito casos: Madirituba, Paranaguá.

Nove casos: Londrina.

Dez casos: Tijucas do Sul.

Onze casos: Cianorte.

Doze casos: Cascavel.

Vinte e dois casos: Cornélio Procópio.

Trinta e nove casos: Curitiba.

FORA DO PARANÁ – Não houve aumento nos casos de residentes de fora do Paraná. O monitoramento da Secretaria da Saúde registra 65 confirmações e cinco óbitos de pacientes que foram assistidos por aqui, mas residem fora do Estado.

Confira o informe completo aqui: http://www.saude.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conte

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo