Policial

Em Maringá, unidades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros recebem visita do Secretário da Segurança Pública

Publicados

em


O 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) e do 5º Grupamento de Bombeiros (5º GB), situados em Maringá, receberam nesta sexta-feira (16/10) o secretário da Segurança Pública do Paraná, coronel Romulo Marinho Soares, para conhecer as demandas das unidades. O encontro foi rápido, mas serviu para demonstrar o reconhecimento aos militares estaduais que atuam no Noroeste do estado.

O primeiro compromisso da agenda do coronel Marinho foi a visita ao 4º Batalhão, por volta das 8 horas. O Chefe do Estado-Maior do 3º Comando Regional da PM, tenente-coronel Ademar Paschoal, e o Comandante do 4º BPM, major Marcio Antônio, recepcionaram a comitiva do secretário com um café da manhã. Os demais oficiais da unidade, responsáveis pelas atividades operacionais e administrativas, também participaram do encontro.

Durante uma rápida explanação, o tenente-coronel Paschoal e o major Marcio Antônio apresentaram um panorama das ações feitas na região de Maringá, tipos de policiamento, exemplos de ações sociais e de integração com órgãos públicos e da sociedade civil organizada. Também deram uma amostragem das estatísticas criminais, com reduções nos principais índices, como roubos e furtos.

Leia Também:  PCPR realiza ação de conscientização referente ao Outubro Rosa 

Ao final da explicação, o tenente-coronel Paschoal e o major Marcio Antônio entregaram mimos de reconhecimento pelo trabalho da Secretaria em prol da segurança pública na região Noroeste. “Encontrei em Maringá um modelo de gestão em que a principal característica é a integração entre as instituições de segurança. Fiquei admirado com o trabalho da Polícia Militar e tenho um grande respeito e admiração por esses profissionais”, disse o coronel Marinho.

CORPO DE BOMBEIROS – Depois de passar pelo 4º Batalhão, o secretário Marinho cumpriu outras agendas e, no fim da manhã esteve, no 5º Grupamento de Bombeiros. O comandante da unidade, tenente-coronel Adriano Barbosa, e o subcomandante, capitão Régis Roberto Gonçalves, juntamente com outros oficiais, recebeu a comitiva da Secretaria da Segurança Pública. O secretário destacou a importância da atuação dos bombeiros militares à frente de ocorrências e situações de calamidade pública.

“Mesmo com a agenda lotada de compromissos, não poderia passar em Maringá sem deixar minha gratidão a esses nobres bombeiros militares. Parabenizo a todos os integrantes desta unidade pelo trabalho, pela dedicação que aplicam todos os dias em prol da nossa população. Temos muitos desafios, e buscamos constantemente recursos para equipar esses profissionais com os melhores materiais possíveis, para que o atendimento seja cada vez melhor”, disse o secretário.

Leia Também:  Suspeito de envolvimento com tráfico, homem tenta subornar policiais militares na CIC, em Curitiba

Durante o encontro, o tenente-coronel Adriano expôs sobre o trabalho e os resultados do Corpo de Bombeiros na região bem como as intenções futuras. “Temos a intenção de ampliar a unidade e as ações regiões, e por isso apresentamos um pouco da realidade ao secretário. Agradecemos a visita dele, e foi importante ouvir as suas ideias para a região”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Suspeito de envolvimento com tráfico, homem tenta subornar policiais militares na CIC, em Curitiba

Publicados

em

Por


Marcia Santos
Jornalista Responsável

 

Um homem, flagrado com cerca de 100 pedras de crack e dinheiro trocado na Cidade Industrial de Curitiba, tentou subornar os policiais militares do 23º Batalhão de Polícia Militar (23º BPM), do 1º Comando Regional da PM (1º CRPM), durante uma abordagem nesta quarta-feira (28/10).

 

Segundo as informações repassadas pelo 23º Batalhão, uma equipe policial fazia o patrulhamento de rotina no bairro, quando um rapaz, ao perceber a presença da viatura, fugiu a pé, mas acabou abordado pelos policiais quando tentou entrar em um imóvel abandonado. Na revista pessoal foram encontradas 33 pedras de crack e R$ 21,00 em dinheiro.

 

Ainda de acordo com o 23º BPM, o homem teria informado que iria vender as drogas, e indicou mais uma quantidade de crack escondida dentro do imóvel, totalizando 103 pedras de entorpecente. Ao receber a voz de prisão, homem teria oferecido dinheiro para não ser encaminhado, mas não teve sucesso. Já na Central de Flagrantes da Polícia Civil, ele tentou fugir e foi impedido pelos policiais militares.

Leia Também:  Durante patrulhamento, Pelotão de Choque prende dois homens e apreende porções de maconha em Maringá (PR)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo