Política Estadual

Deputado sugere que Estado crie mecanismo para o ressarcimento para fardas de PMs

Publicados

em


.

O deputado estadual Soldado Fruet (PROS) protocolou nesta quinta-feira (30) um ofício sugerindo ao chefe da Casa Civil, Guto Silva, que o Governo do Paraná crie um ressarcimento aos policiais e bombeiros militares pelo custo da aquisição dos seus fardamentos. Segundo o parlamentar, que atuou por 17 anos na Polícia Militar do Paraná (PMPR), esta proposta contempla a necessidade de o Estado prover os equipamentos necessários para o exercício da função, inclusive uniformes e coletes balísticos, sem onerar os servidores. A medida se baseia em um parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) contrário ao pagamento das fardas pelo Governo.

Como a PGE entendeu que os membros da corporação devem ser remunerados exclusivamente mediante subsídio fixado em parcela única e alegou que o dinheiro para aquisição dos uniformes dos policiais e membros militares já foi incorporado ao subsídio, o deputado propôs que o Estado estude a possibilidade do ressarcimento. A sugestão dele é que o montante seja delimitado pelo Poder Executivo, proporcional ao custo e número de fardamentos necessários a cada policial para desempenho da sua função, mediante apresentação de nota fiscal comprobatória do gasto para aquisição do uniforme de trabalho. 

Leia Também:  Nutricionista lista os alimentos que ajudam na imunidade e reagem às infecções, entre elas as causadas pelo coronavírus

“Assim que soube do parecer da PGE, pedi à minha equipe que estudasse uma solução legal para resolver esta grave situação que o repasse do valor das fardas aos servidores da PM causará para a subsistência deles e, consequentemente, para a segurança pública de toda a população do Estado”, explicou. Segundo o deputado, “a classe policial, infelizmente, é uma das que tem maior déficit salarial e de pessoal em todas as atividades essenciais da administração e seus subsídios estão por anos sendo corroídos pela inflação e perda de gratificações”. 

Para evitar o repasse do custo das fardas aos servidores militares, ele busca uma solução conjunta. “Estamos trabalhando para que os policiais não sejam mais uma vez sacrificados. O fardamento completo custa mais de meio subsídio do soldado e não tem mais o que arrancar do couro da policiada”, declarou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Estadual

Nutricionista lista os alimentos que ajudam na imunidade e reagem às infecções, entre elas as causadas pelo coronavírus

Publicados

em

Por


.

Você deve saber que uma alimentação saudável, relacionada a um estilo de vida ativo, pode prevenir uma série de doenças. Mas consegue imaginar que os alimentos ricos em determinadas substâncias podem definir a forma com que seu corpo vai reagir às infecções, entre elas a da Covid-19, causada pelo coronavírus? Estas questões serão respondidas pela nutricionista Adriana Zadrozny no programa Assembleia Entrevista da TV Assembleia.

Mestre em Fisiologia Humana, Adriana explica quais os alimentos mais indicados para encarar os longos dias em casa durante a pandemia. “Algo que nos tem preocupado é a falta de radiação solar, estamos tomando muito pouco sol. Esta menor síntese de vitamina D em nossos organismos predispõe processos de ordem depressiva que, por sua vez, podem alterar o comportamento alimentar”, exemplifica.

Segundo ela, as pessoas têm buscado mais alimentos processados e industrializados, mais práticos, porém mais ricos em gorduras e açúcar. “Um estudo australiano com crianças obesas, comparando o padrão alimentar de um ano atrás e de agora, mostra que em média elas fazem uma refeição a mais por dia” alerta a nutricionista. 

Leia Também:  Assembleia Legislativa recebe câmera termográfica da Unale para aferição de temperatura

Adriana Zadrozny afirma que um conjunto de fatores resultam em um quadro imunológico adequado para que o corpo lide com situações como a da pandemia do Coronavírus. Entre os alimentos mais indicados para isto, estão a cúrcuma, a canela, a couve-flor, brócolis, repolho e couve de Bruxelas, ricas em vitamina C e substâncias anti-inflamatórias. 

“Mas não se pode depositar nossa confiança somente nisso. Temos uma imunidade indireta, os produtos fermentados criam uma condição intestinal que melhora a absorção de subprodutos da dieta que potencializam o sistema imunológico, é uma cadeia que melhoram a imunidade”, frisa.

Alimentos como kefir e vegetais orgânicos potencializam o crescimento de bactérias intestinais benéficas, com função probiótica. “Os vegetais orgânicos oferecem ao organismo o que eles nutricionalmente podem oferecer”, diz, lembrando que o vegetal não orgânico pode conter produtos tóxicos em sua proteção.

A nutricionista explica ainda que alimentos reduzem a alcalinidade sanguínea. “É algo conhecido por todos, mas pouco aplicado. Temos uma oportunidade muito rara de olharmos com mais atenção nossas geladeiras e nossas escolhas e tentar que algo de bom aconteça do ponto de vista alimentar a partir de agora”, completa.

Leia Também:  Deputado cobra explicações da Agepar e do DER sobre acidente na BR-277

Assembleia Entrevista – A íntegra da entrevista com a nutricionista Adriana Zadrozny, além de muitas outras entrevistas já feitas pelo programa Assembleia Entrevista, pode ser conferida pela TV Assembleia através do canal aberto 20.2 e 16 pela Claro/Net, além do canal do Youtube pelo link: https://bit.ly/3k705Ag

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo