Política Estadual

Deputado reivindica adicional de insalubridade para PMs na pandemia

Publicados

em


.

O deputado Soldado Fruet (PROS) protocolou nesta semana na Assembleia Legislativa do Paraná um requerimento dirigido ao governador Carlos Massa Ratinho Junior, solicitando que analise a viabilidade da concessão de adicional de insalubridade aos policiais militares do Paraná enquanto perdurar o combate à pandemia de Covid-19 e os efeitos do Decreto nº 4.319, de 23 de março de 2020, que declarou o estado de calamidade pública no Estado em decorrência do surto do novo coronavírus. 

“Encaminhei esta reivindicação ao governador pelo fato desses servidores estarem atuando, juntamente com outros profissionais, na linha de frente do combate ao coronavírus, portanto, estão altamente sujeitos a contraí-lo, em razão do seu ofício”, explicou. O deputado, que é titular da Comissão de Segurança Pública da Assembleia, ressaltou que o pedido não se refere ao adicional de periculosidade “que é devido ao policial militar não somente em época de pandemia, mas em qualquer época, tendo em vista a natureza da sua atividade”. Ele destacou que o adicional de periculosidade se justifica pelo novo cenário vivenciado por estes servidores da segurança pública. 

Leia Também:  Boletins eletrônicos para diminuir a angústia com a falta de notícias de pacientes internados no Paraná

Segundo o deputado Soldado Fruet, “o policial militar está sempre de sobreaviso e em constante exposição ao perigo de contágio, já que seu trabalho o obriga a se aproximar de outras pessoas para realizar investigações, atendimentos ao público, ingressar em locais não previamente planejados, cumprir mandados, entre outras atividades, onde frequentemente encontram-se pessoas enfermas que podem estar infectadas pelo vírus”. O deputado salientou que os assintomáticos também são transmissores do SARS-CoV-2. “Isso faz com que qualquer interação protagonizada pelos PMs, que não podem ficar em casa por conta do seu serviço, seja um potencial meio de transmissão”.

Para o parlamentar, que atuou por 17 anos como soldado da corporação, “nada mais justo do que, nesse momento de pandemia, conceder gratificação indenizatória por insalubridade ao policial militar que dispõe da sua saúde para proteger a nossa”. Na visão do deputado, a apresentação de um projeto de lei sobre a matéria representaria um reconhecimento ao trabalho destes servidores e ajudaria a manter o Paraná como Estado de vanguarda. “É uma medida justa, necessária e que valoriza nossos policiais”, afirmou.

Leia Também:  Vacina contra covid-19 deve ser gratuita e eficaz, defende Romanelli

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Estadual

Soldado Fruet cobra solução para viaturas paradas em oficinas

Publicados

em

Por


.

O deputado estadual Soldado Fruet (PROS) cobrou, na sessão remota desta segunda-feira (3), que o Governo do Estado adote providências para agilizar o conserto de viaturas policiais. “Há muitas regiões, como Foz do Iguaçu e outras cidades pequenas, com problema de manutenção de viaturas. Houve a licitação, sei que é burocrático até que comece o empenho do dinheiro, mas tem várias viaturas paradas em oficinas que já haviam sido empenhadas, mas o empenho foi cancelado porque acabou o contrato e tem uma nova empresa”, relatou, referindo-se ao término do contrato emergencial de gestão da frota do Executivo com a Maxifrota e ao novo, assinado com a empresa Prime Consultoria e Assessoria Empresarial.

“Tem cidades pequenas que, se não fosse a boa vontade dos empresários, não teria viatura. Para se ter uma ideia, aqui em Foz do Iguaçu, das doze viaturas, oito estão na oficina”, apontou. “É segurança pública. São viaturas que rodam 24 horas por dia, não podemos depender de certas burocracias”, ressaltou, lembrando que a questão da manutenção da frota já foi motivo de uma CPI na Assembleia Legislativa, proposta e presidida por ele.

Leia Também:  Vara Federal de Curitiba anexa ação do IBT à do Estado contra pedágio

Em abril deste ano, o plenário aprovou o relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito da JMK, que pediu o indiciamento de 19 pessoas por crimes contra a Lei de Licitações e atos de improbidade administrativa no contrato de gestão da frota do Executivo vigente entre janeiro de 2015 e maio de 2019. “Espero que não volte o mesmo imbróglio para não deixar as viaturas paradas e sem atender a população paranaense”, afirmou o deputado.

O Líder do Governo, deputado Hussein Bakri (PSD), agradeceu o Soldado Fruet pelo questionamento e informou que já conversou sobre a situação com o secretário da Administração, Marcel Micheletto. “O deputado Fruet levantou com muita propriedade a questão. Existe um probleminha burocrático que será superado. Agradecemos Vossa Excelência, essa intervenção é benéfica e importante, ajuda o governo a melhorar, mas providências serão tomadas pelo secretário ainda nesta semana no sentido de que a frota seja agilizada”, prometeu Bakri, ressaltando que a Secretaria da Fazenda irá autorizar os recursos necessários para consertar os veículos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo