Política Estadual

Deputado Marcel Micheletto deixa Assembleia Legislativa para assumir a função de secretário de Estado

Publicados

em


.

O deputado estadual Marcel Micheletto (PL) anunciou na sessão remota desta quarta-feira (1º) que está se licenciando do cargo no Legislativo para assumir a função de secretário de Estado da Administração e da Previdência no Governo do Paraná. Em um discurso emocionado, Micheletto lembrou das dificuldades que enfrentou na vida pessoal, agradeceu o apoio que sempre recebeu para seguir na política e enalteceu o companheirismo do deputado Ademar Traiano (PSDB), de quem é amigo pessoal.

Se auto descrevendo como um deputado que poucos discursos fez, Micheletto abriu uma exceção para se despedir dos colegas e falar sobre a decisão de encarar mais um desafio em sua vida política. “Eu aceitei o convite de alguém que eu tenho tanto carinho, amizade que  é, o governador do Estado do Paraná. Se ele me faz esse pedido para trabalhar no seu governo é porque acredita no meu trabalho, na minha competência e na contribuição que posso dar ao Estado do Paraná. Fico muito honrado e muito feliz de fazer parte desse grupo que eu acredito que quer deixar um legado”.

Em um agradecimento especial, Micheletto demonstrou gratidão ao apoio incondicional que recebeu de um amigo ao longo de sua vida. “Quero aqui fazer uma referência em particular ao presidente Traiano que foi meu deputado, que me conhece desde menino, já que as nossas famílias já se encontraram há muito tempo. Perdi um pai, mas ganhei um grande companheiro e quero aqui dedicar isso a ele. Presidente Traiano, você sabe do meu carinho, o quanto eu tenho de amizade contigo, o que você representa para mim. No momento mais difícil da minha vida, você me estendeu sua mão. Eu quero fazer uma referência muito especial à Vossa Excelência, se cheguei como prefeito de Assis Chateaubriand, com as duas maiores votações da história, que me colocou nos cargos que eu tive na Amop, na AMP e na própria Confederação, não cheguei sozinho. Eu queria fazer essa referência especial à Vossa Excelência porque sempre esteve ao meu lado na falta daquele que, você sabe, sempre foi minha referência”.

Leia Também:  Segue para sanção projeto que que institui mês para a conscientização sobre a doação de sangue

História – Filho do ex-deputado federal Moacir Micheletto, falecido em 2012, Marcel foi prefeito de Assis Chateaubriand por dois mandatos consecutivos e foi eleito deputado estadual em 2018 com 43.177 votos. “Eu convivo com a política desde menino. Tive dentro de casa uma grande referência que foi meu saudoso pai, a minha própria mãe que há 12 anos está acamada e que também lutava politicamente junto com meu pai. Quantos deputados aqui conheceram e conviveram com ela. Depois de tudo que aconteceu na nossa vida familiar eu acho que através da dor eu amadureci rapidamente com tudo isso que passou dentro da minha casa. Depois daquele que foi minha referência, um dia antes do meu filho nascer, também se acidentar de carro e falecer, eu tomo a decisão naquele momento de cuidar da minha mãe, que está em estado vegetativo até hoje, do meu filho recém-nascido e dos meus irmãos mais novos. Eu não iria continuar com a minha caminhada que iniciava como pré-candidato a prefeito”.

Traiano destacou que Marcel tem construído uma carreira brilhante, honrando o legado deixado pelo pai. “Você está partindo para outra missão que lhe é confiado pelo governador. Com o aprendizado que Vossa Excelência teve aqui na Casa e a experiência de prefeito muito bem sucedido, tenho convicção que fará uma gestão digna do orgulho de todos os paranaenses e de forma especial do Parlamento estadual. Eu sou conhecedor profundo da sua história, eu posso falar com muita propriedade do quanto você honra a história e o nome de Moacir Micheletto e de sua mãe. Tenho certeza absoluta que o seu sucesso é fruto daquilo que você construiu alicerçado pela história de vida do seu pai”.

Leia Também:  Vara Federal de Curitiba anexa ação do IBT à do Estado contra pedágio

Como missão à frente da Secretaria de Estado da Administração e da Previdência, Micheletto aposta em “trazer eficiência, agilidade, economicidade e transparência” e garante que manterá as portas abertas para estreitar a relação entre Executivo e Legislativo. “Acredito que nós podemos, lá no Palácio das Araucárias, fazer esse link, essa ponte e ajudar ainda mais, em conjunto com o nosso líder Hussein, dar o devido respeito aos nossos deputados. Quero me colocar à disposição de vocês para fazer parte dessa aproximação cada vez maior, com sugestões e críticas para que o estado possa avançar”.

Durante a sessão remota diversos deputados aproveitaram para cumprimentar o colega e desejar boa sorte na nova missão, entre eles, o primeiro-secretário, Luiz Claudio Romanelli (PSB). “Agradeço a grande colaboração que o deputado Marcel Micheletto deu a esse Parlamento nesse um ano e meio que partilhou sua convivência conosco. Além de ser uma pessoa absolutamente boa no trato, é um parlamentar inteligente, atuante, correto e leal. Nessa qualidade se soma agora também corajoso, porque indiscutivelmente deixar a cadeira de deputado estadual para poder dirigir uma das áreas mais complexas da administração pública, que é a Secretaria de Administração e Previdência, que inclui diversos desafios, não é uma tarefa simples. Então quero lhe cumprimentar e agradecer a enorme colaboração e o desejo de sorte na tarefa que terá pela frente”.

Quem assume a cadeira deixada por Micheletto é o suplente da coligação PR-PRB/PHS/PR/Avante, Gugu Bueno.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Estadual

Soldado Fruet cobra solução para viaturas paradas em oficinas

Publicados

em

Por


.

O deputado estadual Soldado Fruet (PROS) cobrou, na sessão remota desta segunda-feira (3), que o Governo do Estado adote providências para agilizar o conserto de viaturas policiais. “Há muitas regiões, como Foz do Iguaçu e outras cidades pequenas, com problema de manutenção de viaturas. Houve a licitação, sei que é burocrático até que comece o empenho do dinheiro, mas tem várias viaturas paradas em oficinas que já haviam sido empenhadas, mas o empenho foi cancelado porque acabou o contrato e tem uma nova empresa”, relatou, referindo-se ao término do contrato emergencial de gestão da frota do Executivo com a Maxifrota e ao novo, assinado com a empresa Prime Consultoria e Assessoria Empresarial.

“Tem cidades pequenas que, se não fosse a boa vontade dos empresários, não teria viatura. Para se ter uma ideia, aqui em Foz do Iguaçu, das doze viaturas, oito estão na oficina”, apontou. “É segurança pública. São viaturas que rodam 24 horas por dia, não podemos depender de certas burocracias”, ressaltou, lembrando que a questão da manutenção da frota já foi motivo de uma CPI na Assembleia Legislativa, proposta e presidida por ele.

Leia Também:  Segue para sanção projeto que que institui mês para a conscientização sobre a doação de sangue

Em abril deste ano, o plenário aprovou o relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito da JMK, que pediu o indiciamento de 19 pessoas por crimes contra a Lei de Licitações e atos de improbidade administrativa no contrato de gestão da frota do Executivo vigente entre janeiro de 2015 e maio de 2019. “Espero que não volte o mesmo imbróglio para não deixar as viaturas paradas e sem atender a população paranaense”, afirmou o deputado.

O Líder do Governo, deputado Hussein Bakri (PSD), agradeceu o Soldado Fruet pelo questionamento e informou que já conversou sobre a situação com o secretário da Administração, Marcel Micheletto. “O deputado Fruet levantou com muita propriedade a questão. Existe um probleminha burocrático que será superado. Agradecemos Vossa Excelência, essa intervenção é benéfica e importante, ajuda o governo a melhorar, mas providências serão tomadas pelo secretário ainda nesta semana no sentido de que a frota seja agilizada”, prometeu Bakri, ressaltando que a Secretaria da Fazenda irá autorizar os recursos necessários para consertar os veículos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo