Política Estadual

Deputado alerta sobre a chegada de sementes não solicitadas em encomendas vindas da China

Publicados

em


Na tarde de terça-feira (06), o deputado Reichembach utilizou o horário da liderança do PSC na sessão remota da Assembleia Legislativa do Paraná para manifestar preocupação pela chegada de sementes não solicitadas em encomendas da China, que vem causando estranheza em todo país. Para Reichembach, que é líder do Bloco Agropecuário na Assembleia, a situação serve de alerta. “Esse assunto precisa ser difundido, pois pessoas desavisadas podem manusear e plantar estas sementes, abrindo a possibilidade de doenças e pragas se espalharem pela nossa produção agrícola”, ressalta. Até o momento, autoridades afirmam que 26 pacotes já foram recebidos só no Paraná.
 
O Ministério da Agricultura (MAPA) orienta que quem receber as sementes não solicitadas ligue para (41) 3361-4000, entre em contato pelo e-mail [email protected], ou entregue pessoalmente em alguma unidade do MAPA no Paraná. 

Pesar – O deputado também utilizou o espaço para prestar sua homenagem pelo falecimento do Frei Policarpo, em Pato Branco, no último domingo. “Meus pais tinham muita fé no Frei Policarpo, eram ouvintes assíduos através da Rádio Celinauta, por isso tenho essa lembrança de criança, e de sua oração tão conhecida, a Oração pela Saúde. Uma perda muito grande para o Sudoeste e para o Paraná”, afirma Reichembach.

 
Diretores – Outro assunto abordado pelo deputado foi o projeto de lei que altera alguns critérios para a eleição dos diretores das escolas estaduais. Reichembach apoia o projeto e diz que é preciso modernizar os processos. “A grande maioria dos diretores faz um trabalho exemplar, porém precisamos aprimorar. A obrigatoriedade de um curso de gestão, a maior avaliação do desempenho dos diretores e a participação mais direta do Conselho Escolar será muito importante”, ressalta.
 

Leia Também:  Uma grande mobilização envolvendo a sociedade será o caminho para implantar um modelo de pedágio justo no estado

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Estadual

Projeto de lei lista grupos prioritários para receber a vacina contra a covid-19 no Paraná

Publicados

em

Por


O deputado estadual Michele Caputo (PSDB) apresentou nesta quarta-feira (25) na Assembleia Legislativa do Paraná, o projeto de lei 664/2020 que estabelece grupos prioritários de vacinação contra a covid-19 no Paraná. A medida valeria apenas para as vacinas adquiridas pelo Governo do Estado, tendo em vista que as vacinas ofertadas pelo governo federal seguirão as diretrizes do Programa Nacional de Imunização.

Entre os prioritários estão os profissionais de saúde, cuidadores de idosos e de instituições de longa permanência, bem como aqueles que estiverem ligados diretamente ao combate da covid-19. 
“Temos que proteger em primeiro lugar quem está na linha de frente do combate à essa pandemia. Pessoas que se expõe ao risco todos os dias para salvar vidas”, explicou o deputado.

Conforme a proposta serão priorizadas ainda as pessoas com 60 anos de idade ou mais; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, outras condições clínicas especiais (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias) e/ou outras comorbidades passíveis de agravamento da covid-19.“Essa atenção especial aos idosos e pessoas com comorbidades se deve ao fato deles terem maior risco de internamento e morte por conta da infecção por covid-19”, justifica Caputo.

Leia Também:  Programa Estadual de Habitação - Casa Fácil Paraná começa a ser debatido na Assembleia

O texto estabelece ainda que outros grupos prioritários poderão ser definidos também pela Secretaria de Estado da Saúde. “Estamos a passos largos em busca de uma vacina comprovadamente eficaz e atestada pela Anvisa. Assim que ela estiver no mercado com toda certeza o Governo do Paraná fará a compra e disponibilizará aos paranaenses”, disse Michele Caputo. 

A Assembleia Legislativa do Paraná, destaca o deputado, repassou ao Governo do Estado R$ 100 milhões para aquisição de vacinas contra a covid-19. “Somado ao orçamento 2021, são R$ 200 milhões para aquisição de vacinas para imunizar todos aqueles que precisam e poderão ser vacinados”, lembra.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo