Saúde

Covid-19: governo proíbe entrada de estrangeiros no país por 30 dias

Publicados

em


.

O governo federal publicou em edição extra do Diário Oficial da União uma portaria que restringe a entranda de estrangeiros no Brasil por 30 dias em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

A entrada de estrangeiros, de qualquer nacionalidade, fica proibida por rodovias ou outros meios terrestres, por via aérea ou por transporte aquaviário. O prazo de 30 dias poderá ser prorrogado por recomendação técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que foi a entidade que recomendou a restrição.

Pelo ato, a restrição não se aplica a brasileiros natos ou naturalizados; imigrantes que tenham residência permanente no Brasil; profissionais estrangeiros em missão que estejam a serviço de organismo internacional; passageiros em trânsito internacional, desde que não saiam da área internacional do aeroporto e que o país de destino admita o seu ingresso; funcionários estrangeiros acreditado junto ao Governo brasileiro; além de estrangeiros que sejam cônjunges, conpanheiros, filhos, pais ou curadores de brasileiros; que tenham o ingresso autorizado pelo governo brasileiro ou sejam portadores do Registro Nacional Migratório.

Leia Também:  Revista inglesa retira publicação de estudo que invalidava cloroquina

A proibição, entretanto, não atinge atividades como ações humanitáarias transfronteiriças e o transporte e  desembarque de cargas, entre outras atividades.

A portaria é assinada pelos ministros da Casa Civil, Braga Netto, da Jutiça e Segurança Pública, André Mendonça, da Infraestrura, Tarcisio Freitas, e da Saúde, Eduardo Pazuelo. 

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

São Paulo tem mais de 134 mil casos confirmados de coronavírus

Publicados

em

Por


.

O balanço mais recente divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo revela que o estado tem, até este momento, 134.565 casos confirmados do novo coronavírus, com 8.842 óbitos. Há 4.531 pessoas internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) de todo o estado com suspeita ou confirmação de infecção por coronavírus, além de 7.700 internadas em enfermarias.

A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado é de 71% e, na Grande São Paulo, de 80,5%. Já o número de pacientes que receberam alta após terem estado internados por causa do novo coronavírus chegou a 24.616 pessoas nesta sexta-feira (5).

Respiradores

O governador João Doria informou que mais 700 respiradores deverão ser entregues nos hospitais públicos do estado até o final da próxima semana. Até ontem (4) tinham sido entregues a hospitais públicos municipais e estaduais de São Paulo 977 respiradores, disse Doria. E, com isso, serão entregues, no total, mais 1,6 mil novos leitos à rede pública do estado.

Leia Também:  Covid-19: Rio registra mais de 300 mortes pelo segundo dia seguido

“Cada respirador entregue significa um novo leito de UTI entregue”, afirmou o governador.

De acordo com Doria, o estado tem hoje 7.122 leitos de UTI, o dobro do que tinha no início da pandemia.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo