Estadual

Copel publica norma para recarga de veículos elétricos

Publicados

em

O crescimento da frota de veículos elétricos no Paraná faz crescer também o interesse em instalar pontos de recarga em estacionamentos de condomínios residenciais e de comércio. Para garantir que a instalação seja feita com segurança, a Copel acaba de publicar uma norma técnica que estabelece as exigências mínimas para a conexão destes equipamentos à rede elétrica.

Já disponível no site da Copel, a NTC 902210 enumera os procedimentos a serem seguidos quando uma nova ligação é solicitada. “A norma interessa principalmente a construtoras, engenheiros e arquitetos que, atendendo a uma demanda de mercado, passaram a prever a instalação de uma ou mais estações de recarga de veículos em seus projetos novos e reformas”, explica o engenheiro Fernando Antonio Gruppelli Junior, superintendente que responde pela área de normatização da Copel Distribuição. “A norma é importante porque uniformiza e torna claras as exigências técnicas e de segurança para a instalação destes equipamentos”.

SEGURANÇA – Gruppelli ressalta a importância de se adquirir estações de recarga que atendam às normas da ABNT e de contratar uma empresa especializada para avaliar a necessidade de adaptações nas instalações internas – como a adoção de transformadores para adequar o nível de tensão do equipamento ao da rede da Copel.

A Companhia deve ser comunicada sempre que se fizer necessária uma ligação nova, alteração de carga ou mudança do nível de tensão de atendimento.

Leia Também:  Saúde confirma 273 novos casos de Covid-24 e sete óbitos em um dia

ESTAÇÕES – De acordo com o padrão e tensão de atendimento, as edificações residenciais ou comerciais podem ter estações de recarga lentas, rápidas ou semi-rápidas. Embora se deva considerar a compatibilidade do equipamento com os plugues dos modelos de carro elétrico mais comuns em circulação, a escolha da estação mais adequada depende, principalmente, do tempo médio que o carro pode permanecer parado para carregamento.

Estações de recarga rápida – as mais caras – têm alta potência e operam em corrente contínua. Carregam a bateria em até 40 minutos e são indicadas para locais de parada rápida, como postos de rodovia, lojas de conveniência e pontos de comércio. Já as estações em corrente contínua, de menor custo e potência, completam a recarga em períodos entre uma e oito horas, dependendo do modelo do veículo – são as mais indicadas para condomínios residenciais e estacionamentos que oferecem pernoite. E há os equipamentos de carga mista, com carga entre 30 e 90 minutos, indicados para estacionamentos públicos, academias e universidades.

VAGAS – Em estacionamentos coletivos, recomenda-se ainda adotar o que estabelece o padrão internacional para edificações sustentáveis, destinando no mínimo 2% das vagas a veículos elétricos. Também deve-se prever toda a infraestrutura de eletrodutos, caixas de passagem e espaço para estações de recarga visando ampliações futuras, correspondentes a até 25% das vagas totais do estacionamento.

Leia Também:  Saúde confirma 3.984 casos e 169 óbitos no Paraná

BATERIA X GASOLINA – O custo para abastecer um veículo elétrico é, em média, três a quatro vezes menor que o gasto para rodar uma distância equivalente num carro a gasolina. A autonomia média de um elétrico chega a 300 km, com custo de carregamento de R$ 36. Já o veículo a combustão cobra R$ 120 para completar a mesma distância.

¹ Consumo de 40 kWh a R$ 0,80 por kWh

² Consumo de 30 litros a R$ 4 por litro

Para instalar uma estação de recarga

1. Contrate uma empresa especializada ou engenheiro para avaliar a necessidade de adaptações nas instalações.

2. Adquira um equipamento de recarga que atenda às normas da ABNT.

3. Consulte a NTC 902210 no site da Copel.

4. Comunique a Copel se for necessário ligação nova, alteração de carga ou mudança do nível de tensão de atendimento.

Confira a tabela  AQUI

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Arapongas investe em pavimentação e espaço para esporte e lazer

Publicados

em

Por


.

O município de Arapongas, no Norte do Estado, vai investir em pavimentação de ruas e implantar duas unidades do Meu Campinho, que são espaços para esporte e lazer da população. As ordens de serviço foram assinadas pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta quinta-feira (28), em evento realizado na prefeitura de Arapongas.

O investimento soma R$ 3,4 milhões, feito com recursos do Governo do Estado. O pacote inclui também a obras de remodelação de uma praça no centro da cidade, já concluídas e inauguradas pelo governador durante o evento.

As ações são das secretarias do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas e de Infraestrutura e Logística. “Estamos trabalhando desde o ano passado com planejamento, pensando em obras que vão melhorar a vida da população”, afirmou Ratinho Junior. “O Governo do Estado e os municípios trabalham juntos, remando na mesma direção para o avanço do Paraná”, disse o governador.

PRAÇA – A remodelação completa da Praça Doutor Júlio Junqueira, mais conhecida como Mauá, foi feita com recursos repassados pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas.

O local é um dos principais pontos da região central de Arapongas. Construído nos anos 40, tem 9,5 mil metros quadrados e ganhou um novo paisagismo, além da realocação de equipamentos e mudança nos espaços de circulação.

Passa a contar com academia para terceira idade, estacionamentos, rampas de acessibilidade e bicicletário, entre outras melhorias. Alguns itens da obra original, como o chafariz foram preservados.

O investimento na praça foi de R$ 1,4 milhão. “Essa obra tem importância especial para os araponguenses, uma vez que a Praça Mauá é um patrimônio valioso, intimamente ligado com a história do município”, afirmou o prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre.

Leia Também:  Copel repassa ao Lacen 200 mil kits para testes da Covid

A inauguração foi simbólica, pois para evitar a aglomeração de pessoas a cerimônia ficou concentrada na sede da prefeitura de Arapongas, com todos os cuidados de prevenção ao coronavírus.

MEU CAMPINHO – Na mesma cerimônia, o governador Ratinho Junior anunciou a liberação da ordem de serviço para a construção na cidade de mais duas unidades do Meu Campinho. Uma delas, no valor de R$ 482,70 mil será construída no Conjunto Águias. A outra, de R$ 401,16 mil será erguida no Conjunto Tropical.

O investimento contempla a construção de infraestrutura de lazer urbana com campo de futebol de grama sintética, academia ao ar livre, playground, paisagismo e serviços complementares.

“São conquistas que vale a pena destacar, pois juntas elas somam mais de R$ 800 mil em investimento e vão garantir esporte e lazer em mais duas importantes regiões da cidade”, comentou o prefeito Sérgio Onofre.

Arapongas tem atualmente com três unidades do projeto Meu Campinho – no Conjunto Flamingos, Conjunto Ulysses Guimarães e na Zona Sul. O investimento total nessas unidades foi de R$ 1,18 milhão.

PAVIMENTAÇÃO – Ratinho Junior assinou também a ordem de serviço para a pavimentação de quatro ruas do município: Canasteiro, Falcão Quiri Quiri, Garrincha do Mato Grosso e Loro Verde. No total serão investidos R$ 1,068 milhão por parte da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística.

VIATURAS – Além disso, o Governo do Estado entregou seis viaturas para a Polícia Militar e duas para a Polícia Civil atuar na cidade. A ação faz parte de uma grande ação para renovar a frota policial das forças de segurança do Paraná. A Secretaria de Segurança Pública distribuiu 119 viaturas para todas as regiões do Estado. O investimento total foi de R$ 16,2 milhões.

Leia Também:  Saúde confirma 273 novos casos de Covid-24 e sete óbitos em um dia

PRESENÇAS – Participaram também do evento o diretor-geral do DER-PR, Fernando Furiatti; o diretor do Detran, César Kogut; o presidente da Fundepar, José Maria Ferreira; os deputados federais Filipe Barros e Luísa Canziani; e os deputados estaduais Cobra Repórter e Tiago Amaral.

BOX
Nova escola irá atender 1,2 mil estudantes

O governador Ratinho Junior também vistoriou as obras de construção da escola estadual Alto da Boa Vista. Quando finalizada, a unidade vai poder atender até 1,2 mil estudantes.

De acordo com a prefeitura de Arapongas, a comunidade escolar reivindica há mais de 10 anos a construção da nova escola. O investimento é de mais de R$ 5,7 milhões. A previsão de entrega é para maio de 2021.

Serão 3,7 mil metros quadrados de área construída, com 20 salas de aula, área administrativa, biblioteca, laboratórios, sala ambiente, cozinha, refeitório, banheiros e ginásio com quadra poliesportiva.

Ratinho Junior lembrou que a nova estrutura educacional vai resolver um antigo problema logístico dos moradores da região. Muitos alunos que moram próximo precisavam utilizar transporte escolar para estudarem em outros colégios porque não havia vagas na região.

“O novo colégio, ressaltou o governador, irá resolver a situação. É uma escola muito boa que a Fundepar está construindo. É um amparo importante para o município”, disse o governador.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo