Agro Notícia

Congresso aprova crédito suplementar que garante recursos para o Plano Safra 2020/2021

Publicados

em


.

O Congresso Nacional aprovou nessa quinta-feira (21), em sessão conjunta virtual, a liberação de crédito suplementar de R$ 343,6 bilhões nos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União. Desses recursos, R$ 3,2 bilhões serão destinados para a equalização de juros do Plano Safra, que o Ministério da Agricultura pretende anunciar no dia 15 de junho.

“Foi muito importante a aprovação desse projeto, porque retirou o último entrave que estava nos segurando para o anúncio do Plano Safra”, disse o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Eduardo Sampaio “Agora vamos concluir as medidas a serem submetidas ao Conselho Monetário Nacional, junto com as equipes do Ministério da Economia e do Banco Central”, completou. 

Outros R$ 741 milhões serão usados para a subvenção ao prêmio do seguro rural em 2020, complementando os recursos previstos para o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), já aprovado no Orçamento em R$ 957 milhões. No primeiro quadrimestre do ano, o Mapa já disponibilizou R$ 200 milhões para o PSR. Esse recurso é utilizado para subvencionar parte dos prêmios do seguro pagos pelo produtor. Graças ao PSR, somente nos anos de 2018 e 2019, as companhias seguradoras indenizaram aos agricultores em R$ 3,5 bilhões em função de problemas de perdas de produção por seca, granizo, chuva excessiva e outras adversidades climáticas.

Leia Também:  Pecuaristas usam ultrassonografia para selecionar animais de alto padrão e avaliar a qualidade da carne em MT

No Projeto de Lei aprovado pelo Congresso também estão previstos R$ 400 milhões para o pagamento de indenizações do Proagro, que cresceram neste ano por causa da estiagem no Sul do país.

Também foram previstos R$ 35 milhões para ações de defesa agropecuária, R$ 13,5 milhões para a agricultura familiar, R$ 7,6 milhões para a Embrapa, R$ 6 milhões para aquicultura e pesca, R$ 5 milhões para a área de relações internacionais, R$ 5 milhões para assuntos fundiários, R$ 4,7 milhões para o Serviço Florestal Brasileiro, R$ 2 milhões para a Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação e R$ 1,5 milhão para o Incra.

O texto do Projeto de Lei do Congresso Nacional foi aprovado por 74 votos favoráveis no Senado e na Câmara dos Deputados, com 451 favoráveis e um voto contrário. O PLN 8/2020 segue agora para sanção presidencial.

Informações à Imprensa
[email protected]

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agro Notícia

CITROS/CEPEA: Preços da tahiti podem continuar firmes em junho

Publicados

em

Por


.

Cepea, 05/06/2020 – A oferta de lima ácida tahiti esteve controlada no mercado paulista em maio, de acordo com pesquisas do Cepea, cenário que deve permanecer sendo observado em junho. Assim, a expectativa é de que os preços da fruta sigam firmes em junho, principalmente se a demanda do mercado externo continuar aquecida. Anteriormente, a expectativa de agentes consultados pelo Cepea era de que a colheita das frutas provenientes de segunda florada elevasse a disponibilidade de tahiti no mercado de mesa neste mês – mesmo que em volume inferior ao do pico de safra. Contudo, o baixo índice pluviométrico no cinturão citrícola entre abril e maio atrasou o desenvolvimento da variedade, elevando o tempo de permanência das frutas nos pés. A diminuição da oferta de lima ácida tahiti no estado de São Paulo já vinha resultando em alta de preços no mercado de mesa. No final de maio, segundo colaboradores do Cepea, algumas negociações chegaram a R$ 45,00/cx de 27 kg, colhida, a depender da qualidade do fruto, contra R$ 20,00/cx em semanas anteriores. Dessa forma, as cotações do mercado interno encerraram maio com alta de 64,16% em comparação a abril, com média de R$ 28,66/cx. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Leia Também:  MANDIOCA/CEPEA: Cepea e Embrapa aplicam questionário sobre setor: colaborador, participe!
Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo