Política Estadual

“Comunicação & Arte na Assembleia” enche de música as manhãs de quinta-feira no Legislativo

Publicados

em

Este 2019 foi um ano cheio música para os funcionários e visitantes da Assembleia Legislativa do Paraná. Quem passou pela entrada no edifício Tancredo Neves, o prédio dos gabinetes parlamentares, nas manhãs de quinta-feira, teve a surpresa e satisfação de assistir a apresentações de artistas paranaenses em 15 oportunidades. O “Comunicação & Arte na Assembleia”, projeto da Diretoria de Comunicação para apoiar a cultura paranaense, teve grande repercussão entre o público, entusiasmou músicos experientes e deu visibilidade a novos talentos.

“O objetivo é descontrair o ambiente. A Assembleia é um local onde as tensões acabam se exacerbando e nós queremos trazer para os nossos servidores um momento de descontração. A vida não pode ser só problema. Nós precisamos resolver os problemas sim, dar solução a muitas questões do nosso estado, mas também criar um ambiente que propicie alegria para todos. Isso é fundamental para que possamos trabalhar em um ambiente leve e de bons resultados”, declarou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), sobre a iniciativa.

Para o primeiro secretário da Casa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), o projeto deu novos ares ao ambiente, como um hábito semanal de descontração. “É diferente isso. A Assembleia é um espaço árido, sempre uma tensão grande por conta da política. Ter música aqui é uma coisa fantástica, que ilumina um pouco a cabeça da gente. Música é tão saudável para todas as pessoas e, ao mesmo tempo, estamos valorizando os artistas da nossa terra”.

Já no lançamento oficial do projeto, em setembro, o “Comunicação & Arte na Assembleia” mostrou o melhor da MPB com os músicos André Deschamps no saxofone, o maestro Samuel Fidelis no violão clássico e Fran Rosas e Rafael Santos. O deputado Marcio Pacheco (PDT) dedicou alguns minutos da correria diária para apreciar a música. “Fico feliz em poder aproveitar toda essa cultura que nos traz um pouco de tranquilidade”. A mesma impressão teve o deputado Homero Marchese (PROS). “Aprovo essa iniciativa porque dá leveza ao nosso ambiente de trabalho”, afirmou.

Iniciativa – Idealizadora do “Comunicação & Arte”, a diretora de Comunicação da Assembleia Legislativa, Katia Chagas, supervisionou desde a escolha dos artistas participantes até a captação das imagens, som e entrevistas que a TV Assembleia produziu para a atração. Animada com a boa receptividade, ela afirma aguardar ansiosa a edição 2020 do projeto. “Vem dando os resultados que esperávamos que é trazer um tanto de cultura e arte para os funcionários da Casa, além dos visitantes, que somam uma média de dez mil pessoas por dia”, contou.

“Ano que vem continuamos com uma atração diferente a cada semana, dando espaço aos artistas locais e ampliando a nossa programação na televisão, inclusive ao vivo. Queremos levar esta música às pessoas que estão em casa e não podem acompanhar aqui na Assembleia. Temos também nossas redes sociais e tudo que pudermos fazer para estimular, apoiar e valorizar estes artistas para que continuem trabalhando pela cultura de nosso Paraná, será feito”, frisou.

A mesma impressão teve o coordenador de projetos da Diretoria de Comunicação, Rossano Ribas. Para ele, o objetivo de ressaltar os talentos paranaenses em local inusitado foi alcançado. “O projeto nasceu da vontade de abrir mais um espaço para a arte destas pessoas, que apresentam seus trabalhos sem cachê, de forma gratuita e espontânea. Este é o ponto alto do ‘Comunicação & Arte’, uma vitrine que amplia a exposição do que temos de bom”, explicou.

Leia Também:  Em noite festiva, JJ Duran recebe o título de Cidadão Honorário do Paraná

De acordo com o coordenador do projeto, Marco Antônio Felipak, que atua como curador para os eventos, a variedade de sons e ritmos deu energia às quintas-feiras. “Tivemos música erudita, rock’n’roll, MPB, tambores japoneses e corais, além de nomes renomados, como músicos da banda Blindagem que colaboraram pelo novo espaço A expectativa é atrair cada vez mais público. Hoje há uma nova visão do trabalho artístico. O dia a dia precisa de momentos de baixa tensão para que as pessoas consigam produzir de forma criativa”, afirmou.

Diversidade – Foram vários os ritmos convidados para o “Comunicação & Arte na Assembleia”, um bem diferente do outro. Ainda em setembro, a atração foi o quarteto de cordas formado pela professora da Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Consuelo Froehner, e três acadêmicos do Curso Superior de Instrumento. No repertório, clássicos de Bach e a Ópera Dueto das Flores e uma interpretação moderna de The Entertainer, de Scott Joplin. Já em outubro, os convidados do Raffinando o Sete, tocaram com guitarra, violão, percussão e voz, temas de Pixinguinha, Cartola, Nelson Cavaquinho e muitas outras.

“Já fiz Mestrado no Rio de Janeiro, conheci Paulinho da Viola, Martinho da Vila”, contou o deputado Michele Caputo (PSDB), na ocasião, cantarolando Fita Amarela, do sambista Noel Rosa. “Já animou meu dia, acabo de sair de uma reunião. A Assembleia é uma cidade, se somados quem busca os trabalhos dos gabinetes, os colaboradores, assessores e todos os funcionários. Estas atividades culturais, com este viés bem brasileiro, são muito importantes. Estão todos de parabéns”, declarou Caputo.

Depois foi a vez do Taiko, os tambores japoneses. Tocados por quatro músicos do grupo Wakaba Taiko, os instrumentos de percussão chamaram a atenção de quem trabalha ou passava pela entrada do edifício Tancredo Neves e pode acompanhar também a Bon Odori, dança típica da cultura nipônica. Bem diferente foi a apresentação do multinstrumentista Aurélio Vale, funcionário da TV Assembleia, que preparou um repertório minucioso com temas do rock’n’roll de Pink Floyd, Eagles, Creedence Clearwater Revival, Dire Straits, The Beatles.

Em outra edição, o músico Ciro Alves executou, com voz e guitarra semiacústica, canções de artistas que explodiram de sucesso no rock nacional dos anos 1980, como Cazuza, Frejat e Leoni. Ainda em outubro, Angelica Alves tocou como Angel e a Banda Nomads hits radiofônicos em covers dos britânicos Pretenders, Cranberries e Eurythmics, e dos americanos Concrete Blonde. Na mesma toada, o Stage Trio, da vocalista Sibele Kispergher, com a força do baterista Ruben Pato Romero e do guitarrista Alberto Rodriguez, desfilou sucessos da rádio das décadas de ouro do Rock’n’Roll, como o “Rei” Elvis Presley, Bread, Johnny Rivers e Bonnie Tyler.

Em novembro, o grupo Samba de Resistência apresentou um repertório recheado de canções de compositores como Vinícius de Moraes, Baden Powell, João Bosco, Aldir Blanc, Gonzaguinha, Ivone Lara, Mané da Cuíca, Paulo César Pinheiro e Chico Buarque de Hollanda. O deputado Goura (PDT) acompanhou a apresentação e revelou que dois dos músicos do grupo atuam em seu gabinete, o baixista Fernando e percussionista Carlos, que o assessoram nas atividades parlamentares. “É muito importante prestigiar e apoiar os artistas locais, a cultura paranaense. A Casa está de parabéns por esse projeto”, destacou.

E pra provar que a diversidade foi marca registrada do projeto, dois corais de confissão luterana, somando 40 vozes, apresentaram a quem estava no hall de entrada ou se debruçava sobre os parapeitos nos corredores dos gabinetes parlamentares, uma Cantata de Natal repleta de canções em louvor ao nascimento de Jesus. Para fechar o ano com clima natalino, os Arautos do Evangelho em um ato montado ao pé da árvore de Natal no saguão do prédio administrativo emocionaram a todos com uma cantata em homenagem ao nascimento de Jesus Cristo.

Leia Também:  Assembleia promove evento Mulheres e Cidades Inclusivas

Público – O assessor do gabinete do deputado Jonas Guimarães (PSB), Mauro Eidi Hamasaki, que faz parte do Clube Nikkei Curitiba, onde o Wakaba Taiko faz seus ensaios, foi um dos que acompanharam a apresentação. Observando os movimentos que caracterizam a coreografia no acompanhamento dos tambores, ele falou do orgulho de ver sua cultura representada na Alep. “O Taiko é hoje uma parte do que é mais difundido no Brasil”, explicou.

Em visita ao gabinete do deputado Coronel Lee, Alan Rodrigo Silva, supervisor da Guarda Municipal de Mandirituba, se surpreendeu com o “Comunicação & Arte na Assembleia”. “Viemos tratar de assuntos pertinentes à segurança pública e nos deparamos com este som. Isto deve ser mantido para divulgar a cultura. A Assembleia tem um ar sempre muito sério, creio que assim até o ambiente se torna mais agradável”, relatou.

A servidora do gabinete do deputado Tião Medeiros (PTB), Edilaine Verhagen Rio Branco, enxerga da mesma forma. “No dia da apresentação, muda o clima estressante do trabalho. É um momento de relaxamento e interação entre os funcionários. No dia a dia isto não acontece”, diz. Na opinião dela, o leque de expressões artísticas deveria se ampliar. “Acho que no futuro poderíamos ter apresentações de outras artes, como coral, teatro, dança. Que o projeto dure por muitos e muitos anos”, exclama Edilaine.

Quando ouviu uma movimentação diferente na Assembleia, o vereador de São Manoel do Paraná, Renato de Vicente, revelou que foi atraído pela música. “Estou sempre na Assembleia, mas chegar aqui com este clima é diferente. Estávamos indo para um gabinete, mas quando ouvimos estas canções fomos atraídos. É emocionante”, contou ele, que é católico e acompanha a atuação dos Arautos do Evangelho. “Esta é uma bela homenagem para quem trabalha e visita a Assembleia”, emendou. 

Marcel Jeronymo, assessor jurídico do deputado Delegado Recalcatti (PSD), acompanha semanalmente os shows que acontecem bem em frente ao gabinete do parlamentar, no andar térreo do Edifício Tancredo Neves. Paraibano, ele sugeriu que o ritmo nordestino seja incluído no rol das apresentações. “Valorizar a música em um espaço político nos faz lembrar que a cultura também é manifestação política. Só estou sentindo falta de um forró. Espero que em breve a zabumba esteja por aqui”, pediu.

Projeto – O “Comunicação e Arte na Assembleia” é uma iniciativa da Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa, comandada pela jornalista Katia Chagas, para proporcionar aos servidores, visitantes e deputados um momento de distanciamento do estresse do dia a dia com a ajuda da cultura e também valorizar os músicos e a música paranaense. As apresentações acontecem sempre no café do prédio Tancredo Neves, onde ficam os gabinetes dos deputados. Tudo é registrado pela TV Assembleia e deu origem ao “Programa Comunicação & Arte” que vai ao ar no canal 16, na NET, na Rede Mundial de Curitiba, canal aberto 21 e também no YouTube.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Estadual

PEC que permite consórcios de municípios pode ajudar no combate ao coronavírus

Publicados

em

.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC), de autoria do deputado Anibelli Neto (MDB), que permite a formação de consórcios de municípios, é mais um instrumento no combate a pandemia de coronavírus.
Com a mudança na Constituição do Paraná (artigo 25) os municípios já podem formar consórcios para fazer o enfrentamento do Covid-19. Para isso basta o reconhecimento de calamidade pública e a anuência das Câmaras Municipais, a quem cabe a fiscalização.

A PEC foi apresentada na Assembleia Legislativa do Paraná em março do ano passado. Foi votada em plenário e aprovada em dezembro, quando foi promulgada.
Ao apresentar a proposta, Anibelli Neto ponderou que, se eventualmente houver alguma calamidade pública (o que é o caso do coronavírus), os municípios já poderão usar este mecanismo para agilizar o atendimento à população afetada.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Assembleia derruba veto e autistas terão placas indicativas em estacionamentos
Continue lendo