Tecnologia

Chefão do Xbox diz que não precisa enviar jogos da Bethesda ao PlayStation

Publicados

em


source
bethesda xbox
Foto: Microsoft/ Divulgação

Chefão do Xbox comenta compra da Bethesda

Phill Spencer, chefe da divisão Team Xbox da Microsoft , disse que a empresa não precisa lançar jogos da Bethesda em outras plataformas. A publicadora de jogos  foi adquirida pela Microsoft em setembro.

Em entrevista ao portal Kotaku, Spencer afirma que a Microsoft não precisa distribuir os jogos da Bethesda em outras plataformas. Quando perguntado se o investimento pode ser recuperado mesmo sem enviar o game Elder Scrolls VI ao PlayStation , ele disse que sim. 

“Este acordo não foi feito para tirar jogos de outra base de jogadores como essa. Em nenhum lugar da documentação que reunimos estava: ‘como evitamos que outros jogadores joguem esses jogos?”, disse o executivo.

“Queremos que mais pessoas possam jogar e não que menos pessoas possam jogar. Mas também direi no modelo quando penso sobre onde as pessoas vão jogar e o número de dispositivos que tínhamos, e temos xCloud, PC e Game Passe e nossa base de consoles, eu não tenho que enviar esses jogos em qualquer outra plataforma além das plataformas que oferecemos suporte para fazer o negócio funcionar para nós. O que quer que isso signifique”, continou.

Leia Também:  Jogos de graça! Veja os títulos disponíveis e como baixar

Spencer ainda disse que as plataformas para os quais os jogos da Bethesda serão distribuídas futuramente serão analisadas caso a caso. O chefão do Xbox não disse que que os consoles da Microsoft terão exclusividade , mas indicou que isso é financeiramente possível e lucrativo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tecnologia

Brasileiro de 14 anos recebe R$ 130 mil como recompensa após ajudar Facebook

Publicados

em

Por


source
O brasileiro Andres Alonso Bie Perez
Foto: Arquivo Pessoal

O brasileiro Andres Alonso Bie Perez

O estudante mineiro Andres Alonso Bie Perez, de apenas 14 anos, recebeu um prêmio de US$ 25 mil (cerca de R$ 130 mil) do Facebook após ajudar a descobrir uma falha de segurança no Instagram e comunicar o problema à equipe de segurança da empresa.

O Facebook, como muitas outras companhias, possui um programa de “bug bounty” para premiar e recompensar informações sobre vulnerabilidades em seus serviços.

Andres, que ficou sabendo da oportunidade assistindo a vídeos no YouTube, esperava receber no máximo US$ 1 mil pelo que tinha encontrado. “Eu estava de boa e recebi a notificação do Facebook e o valor. Eu não esperava um valor tão alto”, contou Andres ao blog do Altieres Rohr.

Leia Também:  Já tem filme de Natal! Veja os lançamentos da semana na Netflix

“O pesquisador relatou um problema que poderia permitir o envio de um código malicioso por meio de um filtro Spark AR que poderia ceder acesso à conta do Instagram de uma pessoa por meio do cliente da web da plataforma. Graças ao relatório, corrigimos a falha e não encontramos evidências de abuso”, disse a rede social ao blog.

A falha foi descoberta porque Andres queria criar um aplicativo para replicar  filtros de imagem do Instagram que só estão disponíveis no computador. Quando analisou o método utilizado para criar esses filtros, ele percebeu que os links podiam ser manipulados para incluir qualquer código na página do Instagram.

De acordo com a regra da empresa, sites não podem permitir que outras pessoas controlem o código carregado na página – o que caracteriza uma vulnerabilidade.

“Eu estava fazendo um aplicativo que precisa integrar com os filtros do Instagram e precisava saber como ele criava os links dos filtros. Para isso eu tive que estudar o aplicativo e vi que tinha a possibilidade de ser [uma falha]. Eu testei e deu certo”, explicou o brasileiro ao blog.

Leia Também:  Black Friday adiantada: AliExpress traz descontos de até 70% ao Brasil

Quem decide o valor pago pelas falhas relatadas a esses programas de “bug bounty” é sempre a empresa. No caso do Facebook, o pagamento médio é de US$ 1,5 mil (cerca de R$ 8 mil).

Fonte: blog do Altieres Rohr

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo