Esportes

Campeonato Mineiro retorna dia 26 de julho

Publicados

em


.

Em reunião nesta terça (7), com os 12 clubes da primeira divisão de Minas Gerais, a Federação Mineira de Futebol (FMF) marcou a volta do Campeonato Estadual para o dia 26 deste mês. O anúncio do recomeço do torneio, paralisado em 15 de março, foi confirmado pelos dirigentes que participaram virtualmente do encontro.

Faltam apenas duas rodadas para o fim da fase de grupos da competição. Segundo o presidente da FMF, Adriano Aro, as datas originais das semifinais em dois jogos estão mantidas. A decisão coincide com o início do Brasileiro marcado para começar no dia 8 de agosto.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

A FMF se reuniu, na tarde desta terça, (07/07), com os clubes participantes do Módulo I, para discutir a retomada do Campeonato Mineiro Sicoob 2020. A conferência via internet possibilitou que a maioria optasse pela continuação do campeonato no formato original, com alterações apenas no Troféu Inconfidência: os jogo eliminatórios serão disputados em confronto único. Os clubes mandarão seus jogos em suas sedes, desde que exista aprovação das autoridades de saúde locais. Confira as datas para o retorno do Campeonato Mineiro: 26/07 – 10ª rodada 29/07 – 11ª rodada 02/08 – semifinais (ida) 05/08 – semifinais (volta) No dia 06/08, os finalistas se reunirão com a FMF para decidir as datas das finais, de forma adequada ao calendário do Campeonato Brasileiro.

Uma publicação compartilhada por Federação Mineira de Futebol (@fmf_oficial) em 7 de Jul, 2020 às 2:25 PDT

Nos próximos dias, a FMF deve divulgar um protocolo de segurança, enviado dia 17 de junho para as autoridades sanitárias do governo estadual. Entretanto, dificilmente acontecerão partidas em Belo Horizonte por conta da resistência do prefeito Alexandre Kalil, que é ex-presidente do Atlético-MG e considera apressado o retorno do torneio por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Leia Também:  CBF autoriza Atlético-GO a escalar atletas com teste covid-19 positivo

Para o jornalista esportivo Orlando Augusto, que acompanha há décadas o futebol da região, a volta é precipitada: “Os casos da pandemia estão crescendo absurdamente e já se fala até em lockdown (fechamento total) na capital”.

Segundo dados recentes do boletim epidemiológico do estado, BH tem 8.085 casos confirmados e 188 mortes. Já todo o território de Minas totaliza 1.230 óbitos em decorrência da doença com cerca de 60 mil casos confirmados.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Treze abre vantagem sobre rival Campinense na final do Paraibano

Publicados

em

Por


.

No primeiro Clássico dos Maiorais pela decisão do Campeonato Paraibano, o Treze levou a melhor sobre o Campinense. Nesta quarta-feira (12), em Campina Grande (PB), o Galo da Borborema fez 2 a 0 no maior rival e pode até perder por um gol de diferença na partida de volta da final, no sábado (15), às 16h (de Brasília). À Raposa, será necessário ganhar por três gols ou mais de saldo. Se vencer por dois, a decisão será nos pênaltis.

Apesar de o Campinense ter começado o jogo mais agressivo, foi o Treze quem criou as melhores chances e balançou as redes no estádio Amigão. Aos 25 minutos, o meia Douglas Lima deu passe açucarado para o camisa 10 Alexandre Santana abrir o placar, batendo na saída do goleiro Wellington.

Leia Também:  CBF autoriza Atlético-GO a escalar atletas com teste covid-19 positivo

No segundo tempo, o meia Bismarck, da Raposa, acertou o travessão, aos 38 minutos, após um rebote do arqueiro Jeferson. Quatro minutos depois, veio o castigo: o meia Bruno Mota recebeu do atacante Ermínio perto da marca do pênalti, girou e mandou para o gol, sacramentando a vitória do Treze.

Campeão pela última vez em 2011 e dono de 15 títulos paraibanos, o Galo disputa a primeira final estadual desde 2017, quando foi superado pelo Botafogo de João Pessoa. O Campinense, com 20 taças estaduais no currículo, tenta evitar o terceiro vice-campeonato seguido. A última conquista foi em 2016.

Veja aqui a classificação atualizada do Campeonato Paraibano.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo