Tecnologia

Brasil é o 3º país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos

Publicados

em

source

Olhar Digital

WhatsApp é o aplicativo mais usado do mundo arrow-options
Reprodução

WhatsApp é o aplicativo mais usado do mundo


Em média, as pessoas passaram 3 horas e 40 minutos por dia usando aplicativos em 2019. O número é 35% maior que o de 2017. As informações foram divulgadas ontem (15) pelo App Annie , o principal relatório sobre o tema no mundo.

O Brasil aparece na terceira colocação no ranking dos países em termos de tempo gasto utilizando aplicativos, um pouco acima da média mundial, com 3 horas e 45 minutos . O país aparece atrás de China, onde as pessoas passam quase 4 horas nos apps, e Indonésia, onde o tempo diário por pessoa chegou a impressionantes 4 horas e 40 minutos.

Leia também: Rappi é alvo de processo nos EUA por ‘roubar estratégia de mercado

O App Annie também fez um levantamento baseado na idade dos usuários. A chamada geração Z (nascida entre 1997 e 2012) passou 3 horas e 46 minutos por dia nos apps. Nos últimos três anos, o download anual de aplicativos cresceu consideravelmente, saiu de 140 bilhões em 2016, para 204 bilhões em 2019, um aumento de 45%.

Leia Também:  Samsung anuncia que Galaxy Z Flip custará R$ 9 mil no Brasil

No Brasil, esse aumento foi de cerca de 40%, atingindo cerca de 5 bilhões no ano passado. A Índia liderou nesse quesito, registrando aumento de 190%.

Mais para baixo

Nos apps voltados ao entretenimento, o Brasil ficou apenas em 7º lugar no ranking de crescimento entre 2018 e 2019, ainda assim com um índice de 32%. Entre os países que mais utilizaram esse tipo de aplicativo estão Índia (78%), França (60%) e Japão (58%). Os mais baixados dessa modalidade foram Netflix, Youtube Go, Amazon Prime Video, Globoplay e Viki.

No mundo inteiro, o aplicativo mais baixado foi, como era de se esperar, o WhatsApp, seguido do TikTok e do Messenger.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tecnologia

App de reconhecimento facial identifica foragidos no carnaval baiano

Publicados

em

source

Olhar Digital

E mais uma vez, o sistema de reconhecimento facial utilizado pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia ( SSP-BA ) foi útil para capturar foragidos em meio ao carnaval de Salvador . No total, 42 pessoas – 40 homens e duas mulheres – foram identificadas nas comemorações de 2020.

Confira quais serão os jogos gratuitos da PS Plus em março

“O Carnaval de 2020 confirma o nosso pioneirismo no uso de tecnologia de ponta em grandes eventos. Começamos na festa do ano passado, com o reconhecimento facial e tivemos um preso. Na Micareta de Feira de Santana alcançamos 33 foragidos e agora, encerramos a folia de Salvador com 42 capturados”, informou Maurício Teles Barbosa , destacou o secretário de Segurança Pública .

Dessa vez, porém, não foi o sistema de reconhecimento facial espalhado por câmeras instaladas nas ruas da capital baiana que reconheceu os fugitivos, mas sim um aplicativo chamado Face Check . Para efetuar a ação, os peritos tinham que tirar uma fotografia do rosto do indivíduo suspeito para que, em seguida, o software apresentasse todos os dados do cidadão e, consequentemente, sua ficha criminal.

Leia Também:  Apple, Xiaomi e Huawei: veja quem ganha na disputa de câmeras

Reprodução

Durante a ação, dois ligados a homicídios , 13 relacionados ao tráfico de drogas , 14 procurados por roubo e três envolvidos com furto foram identificados.

Nesta quarta-feira (26), as fotografias e os dados registrados no Face Check foram apresentados no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar da Bahia , onde os dados foram verificados.

Vilões não podem usar iPhone; entenda o porquê

Essa é a primeira vez que o governo baiano usa a tecnologia, que ainda está em fase de testes e é ligada ao banco de dados do Instituto de Identificação Pedro Mello ( IIPM ). Até gora, o aplicativo possui cerca de 160 mil cadastros dos 9 milhões de registros guardados pela instituição.

Além dos foragidos identificados, o aplicativo serviu, também, para calcular o número real de foliões que passaram pelas ruas de Salvador durante o carnaval de 2020: entre quinta-feira (20) e quarta-feira de cinzas, 11,7 milhões de pessoas curtiram os principais circuitos soteropolitanos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo