Novo Cantu - Brasil

Brasil assina dois acordos bilaterais com Guiana

Publicados

em

Brasil assina dois acordos bilaterais com Guiana

 

O governo brasileiro assinou na manhã desta quinta-feira, 21, dois acordos bilaterais com a Guiana nas áreas de infraestrutura e combate à seca. Eles foram assinados em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença de Michel Temer e do presidente da Guiana, David Granger, que está em visita ao Brasil.

O primeiro acordo prevê que o Brasil apoie, por meio de projeto de engenharia, pavimentação de trecho de uma estrada Lethem-Linder, na Guiana. Segundo o Itamaraty, esse trecho favorecerá o comércio e escoamento da produção da região Norte do Brasil, principalmente Amazonas e Roraima, para o Caribe e mercados norte-americano, asiático e europeu.

O segundo acordo estabelece a colaboração do Exército brasileiro para perfuração de poços artesianos na região do Rupununi, também na Guiana. De acordo com o Itamaraty, o projeto deverá beneficiar 10 mil pessoas, em sua maioria indígenas, que vivem próximas à fronteira com o Brasil e sofrem com os efeitos da seca.

Após a reunião, Temer irá para o Palácio do Itamaraty, onde participará da LI Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados. Lá, também participará de almoço oferecido pelo governo brasileiro aos chefes das delegações de outros países que participam da Cúpula.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Leia Também:  Servidores convocam reação imediata contra MP de Temer que confisca salário
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Novo Cantu - Brasil

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

Publicados

em

Por

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

 

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), em São Paulo, negou hoje (15) os pedidos de habeas corpus impetrados pelos advogados de defesa de Wesley Batista e Joesley Batista, do grupo J&F. O pedido de habeas corpus se refere à investigação dos irmãos no processo que apura se eles teriam usado informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro.

Hoje à tarde, a partir das 16h, ocorre a audiência de custódia de Joesley Batista, na Justiça Federal. O executivo, que estava preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, chegou a São Paulo no fim da manhã de hoje.

A transferência foi feita por ordem do juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal de São Paulo, referente à Operação Tendão de Aquiles, que investiga a venda de ações de emissão da JBS S/A na Bolsa de Valores e à compra de contratos futuros e a termo de dólar no mercado financeiro. As transações foram feitas em abril e maio, antes da divulgação dos áudios de conversas de Joesley Batista com o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, que levaram a denúncias contra ambos.

Em nota, os advogados de Joesley e Wesley Batista disseram que vão recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda hoje. “A própria decisão reconhece a ausência de fato novo apto a justificar a prisão. A inexistência de qualquer outro preso preventivo no Brasil pela acusação de insider trading revela uma excepcionalidade no mínimo curiosa”, argumenta a defesa.

 

Fonte: Congresso em Foco

Leia Também:  Grave acidente entre ônibus escolar e carreta de Umuarama deixa três mortos e 29 feridos na Bahia
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Novo Cantu

MAIS LIDAS DA SEMANA