Geral

Banda de Ipanema homenageia Teresa Cristina e Moacyr Luz

Publicados

em

Uma das responsáveis pelo resgate do carnaval de rua do Rio de Janeiro, a Banda de Ipanema fez o seu 56º desfile consecutivo nesta terça-feira (25), homenageando este ano os cantores e compositores Teresa Cristina e Moacyr Luz. Embalados por 50 músicos, milhares de foliões seguiram o carro da banda, ao som de músicas carnavalescas, pela orla de Ipanema.

O presidente da banda, Cláudio Pinheiro, disse que ao longo de toda sua existência a banda sempre homenageou figuras ligadas à literatura, à música e à arte popular. “Este ano foram eleitos esses dois homenageados, Teresa Cristina e Moacyr Luz, mas celebraremos também o centenário de algumas figuras importantes da música, como Eliseth Cardoso, Roberto Silva e Carmem Costa”, disse Cláudio, fundador da banda, da qual é presidente há 20 anos.

BANDA DE IPANEMA DESFILA 56º CARNAVALBANDA DE IPANEMA DESFILA 56º CARNAVAL
Sambistas Teresa Cristina e Moacyr Luz recebem homenagens no 56º carnaval da Banda de Ipanema – Fernando Frazão/Agência Brasil

Teresa Cristina estava bastante emocionada pela homenagem recebida: “Nem dá para descrever. Isto aqui é muito Rio de Janeiro, é uma instituição que já faz parte do nosso carnaval. É uma felicidade imensa. Estou ocupando um lugar que já foi ocupado por muita gente importante. Eu estou no céu”.

Moacyr Luz lembrou que para ele, um músico da zona norte, a homenagem era de uma extrema importância: “Eu pensei que se isto fosse acontecer seria comigo morto. Ainda bem que, como diria Nelson Cavaquinho, são flores em vida. Uma emoção muito grande. Ainda mais para um cara que viveu sempre na zona norte, ser homenageado na zona sul, por uma das bandas mais tradicionais do Rio”.

BANDA DE IPANEMA DESFILA 56º CARNAVALBANDA DE IPANEMA DESFILA 56º CARNAVAL
BANDA DE IPANEMA DESFILA 56º CARNAVAL – Fernando Frazão/Agência Brasil

Tanto quanto o misterioso dístico Yolhesman Crisbelles, que acompanha a banda desde sua fundação, estampado em faixas e nas camisetas, e que já foi até confundido com uma mensagem subversiva, outra tradição é a presença das drag queens, coloridas e espalhafatosas, que chamam a atenção de todos, posando para fotos e selfies, garantindo o ar de irreverência do grupo.

BANDA DE IPANEMA DESFILA 56º CARNAVALBANDA DE IPANEMA DESFILA 56º CARNAVAL
BANDA DE IPANEMA DESFILA 56º CARNAVAL – Fernando Frazão/Agência Brasil

“Eu saio aqui há 41 anos. O importante é brincar em segurança”, disse Priscila Capricce, interpretada pelo ator Eduardo Rasberge, que faz a personagem A Mulher da Mala. Ao lado dela, outra drag bem conhecida é a Rainha do Silicone, com dois enormes seios postiços: “Eu venho há 22 anos, aqui é tranquilo e tem como a gente expor o nosso trabalho”, disse o artista plástico Milton Leandro Estevão, enquanto era tietado por fãs, posando para fotos com paciência e bom humor.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Retrospectiva 2019 - Relembre as principais notícias de setembro
Propaganda

Geral

Programas de teleconferência ganham popularidade na internet

Publicados

em

.

Com as medidas de isolamento e quarentena em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as pessoas passaram a ter maior demanda de comunicação virtual, seja no âmbito do teletrabalho, seja para comunicação entre amigos e parentes. As aplicações de videconferência são uma das ferramentas que vêm ganhando mais popularidade.

A Agência Brasil fez uma lista de alternativas que podem ser utilizadas pelos internautas.

Zoom

O Zoom é um aplicativo (app) de videoconferência que permite até 100 pessoas em uma reunião. Na modalidade gratuita, ele permite chamadas por até 40 minutos. Para além disso, é preciso adquirir um plano pago. Para acessar, a pessoa precisa baixar a aplicação, tanto no desktop quanto no smartphone. O aplicativo está entre os top charts da Play Store, onde tem a nota 4 (na escala de 0 a 5).

Whatsapp

Mais popular app de mensageria do país, o Whatsapp permite videochamadas com até quatro pessoas. Não há necessidade de baixar aplicação diferente ou de pagar pelo serviço. Mas a limitação de integrantes restringe a funcionalidade, impedindo videoconferências com um público maior.

Facebook Messenger

O Facebook também possui como solução de videconferência o Messenger, que é utilizado pela rede social como sua ferramenta de mensageria. Ele tem como vantagem o fato de permitir a participação de pessoas com contas no Facebook, beneficiando-se da grande base de usuários que a empresa possui. Só no Brasil, são mais de 136 milhões.

Leia Também:  Covas recebe alta hospitalar após sexta sessão de quimioterapia

Google hangout

]O Google hangout é uma das ferramentas da suíte de trabalho do Google (para além de Gmail, Drive e Documentos). Ele é integrado um aplicativo específico que precisa ser baixado, permitindo chamadas para os contatos do usuário. Para isso, é preciso que todos os participantes da chamada tenham também uma conta no Google. Ele permite reuniões com até 150 pessoas. Ainda há uma versão antiga, associada ao Gmail, o app e a versão Hangout Chats, integrada à suíte corporativa do Google. Esta última implica a aquisição do pacote suíte, que é pago.

Microsoft teams

O Microsoft teams é a solução de videconferência que integra o pacote de ferramentas corporativas da Microsoft, o Office 365. Embora seja pago, a Microsoft liberou o uso do teams durante o período da pandemia. Ele possui capacidade maior e comporta até 10 mil participantes. O app permite também o acesso por meio de links, não necessitando baixar quando a pessoa está no desktop.

Skype

Também da Microsoft, o Skype é uma das mais antigas plataformas de chamadas online. O aplicativo permite videoconferências com mais de 10 participantes. Para acessar, é preciso baixar o programa tanto no desktop quanto no smartphone e criar uma conta. Quem já possui uma conta na Microsoft pode utilizá-la.

Leia Também:  Coluna - Tudo começa pela base

Jitsi

O Jitsi é uma plataforma de videoconferência sem fins lucrativos e de código aberto (e não proprietário, como as anteriores). Ela também permite videoconferências com dezenas de participantes. A diferença é que não há necessidade de baixar o programa (apenas caso a participação se dê por um smartphone) nem de colocar um e-mail válido. No site, qualquer pessoa pode criar uma conferência e chamar outros a participar pelo envio de um link.

Line

O Line, a exemplo de outros apps como o Skype, surgiu como uma ferramenta de videochamadas. Ele permite chamadas entre duas pessoas. mas também em grupos. Assim como Skype, FB Messenger e Whatsapp, ele permite comunicação por texto e envio de imagens e documentos. O recurso é gratuito e também pode ser encontrado em lojas de aplicativos.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo