Cidades

Após dia com recorde de casos de Covid-19, Campo Mourão registra mais duas mortes pelo vírus

Publicados

em

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19), está deixando um saldo trágico em Campo Mourão e região. Após essa sexta-feira (3) com recorde de casos confirmados, foram 35 novos casos somente ontem, o município registrou neste sábado (4) mais dois óbitos pela doença infecciosa.
As mortes foram de uma idosa de 78 anos, que estava internada em um hospital de Campo Largo,região metropolitana de Curitiba, mas era moradora do jardim Aeroporto, em Campo Mourão. Ela foi sepultada na manhã de hoje, no cemitério Municipal São Judas Tadeu. Além
da idosa, uma mulher de 32 anos, que estava internada na Santa Casa desde o dia 26 de junho também morreu de Covid. Ela tinha outras comorbidades. Campo Mourão tem agora 7 mortes pelo vírus. Na Comcam, já são 24.
De acordo com o último “Boletim Coronavírus”, divulgado na noite dessa sexta-feira (3), pela prefeitura, Campo Mourão tem um total de 349 casos confirmados de Covid-19, dos quais 238 pacientes já estão curados. Os suspeitos somam 75, além de 287 monitorados.
A UTI-Covid da Santa Casa de Campo Murão está com a taxa de ocupação dos leitos do SUS em 89%, enquanto leitos de UTI’s de convênios particulares, 39%. São 4 pacientes internados de Campo Mourão, 1 de Terra Boa, 1 de Moreira Sales, 1 de Engenheiro Beltrão, 1 de Campina da Lagoa, 1 de Barbosa Ferraz, e 1 de Corumbataí do Sul. Há ainda 9 pacientes internados em leitos de enfermaria.
A região já tem mais de 800 casos confirmados de coronavírus desde o início da pandemia, em março. Apenas a cidade de ainda continua
sem casos. As mortes já foram registradas nas cidades de Araruna (3); Campina da Lagoa (1); Campo Mourão (7); Goioerê (3); Iretama (1); Janiópolis (2); Luiziana (1); Mamborê (1); Moreira Sales (1); Peabiru (2); e Terra Boa (2).
Nesta semana, o médico infectologista de Campo Mourão, Rodolfo Cesar Visoni Poliseli, faz um alerta à população que o pior da pandemia no município ainda está por vir neste mês de julho. Segundo o médico, considerando o histórico da curva, atendimentos feitos em seu
consultório, hospitais e na própria cooperativa médica (Unimed), onde atua, a cidade está enfrentando neste momento o pico da curva.
Poliseli observou que o aumento de casos de Covid-19 em Campo Mourão é bastante significativo. “É preocupante”, alertou. Como exemplo, ele citou que pela Unimed eram positivados diariamente entre dois a três pacientes, mas que agora, passaram a ser entre 12 a 13 resultados positivos por dia. “Este é o termômetro que mostra que a doença está se multiplicando e mais pessoas estão ficando doentes”, argumentou.

Leia Também:  Bandidos Invadem Novamente Estação de Transbordo e Ateiam Fogo Destruindo o Trabalho dos Catadores de Reciclagem

Fonte: Tribuna do Interior

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Mais 18 Casos Confirmados de COVID-19 em Ubiratã Nesta Quinta-feira

Publicados

em

Por

Os pacientes estão no momento estáveis e encontram-se isolados no domicilio, as medidas para o bloqueio da transmissão já foram tomadas pela equipe da Secretaria de Saúde.

8 desses casos de hoje são contatos de pacientes que foram positivados no início da semana. Os outros 10 são casos novos, que ou viajaram, ou tiveram contato (visitas) com pessoas de outras cidades.
Está cada vez mais evidente que a aglomeração, sem uso de máscara e medidas de higiene são a maior fonte de disseminação do vírus.
Mesmo em ambiente familiar é preciso manter o distânciamento, usar máscara e higienizar as mãos, protegendo principalmente os idosos e pessoas com baixa imunidade.
Reforçamos que o vírus pode estar em qualquer lugar.

Nossa grande preocupação e começar a lotar os hospitais e os leitos de UTI. Hoje estamos com 07 internadas nos hospitais em Ubiratã, 01 confirmado e 06 suspeitos de COVID-19.
A pessoa que estava na UTI há alguns dias, recebeu alta hoje.

Se apresentar febre, tosse, perda de olfato e paladar, falta de ar ,diarreia , vômito procure IMEDIATAMENTE sua unidade de saúde ou o hospital. Quanto antes se inicia o tratamento, maior a chance de recuperação.

Leia Também:  Familiares procuram professor desaparecido que saiu de carro

É importante ressaltar que se continuar acelerando a disseminação do vírus, será preciso reduzir a flexibilização dos estabelecimentos.

Cada um precisa fazer sua parte.
Use máscara; Evite aglomeração; Mantenham distanciamento e Lavem as mãos frequentemente.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo