Novo Cantu - Brasil

Adolescente foi estuprada durante 10 anos por seis tios

Publicados

em

Adolescente foi estuprada durante 10 anos por seis tios

 

Uma adolescente de 17 anos foi estuprada pelos próprios tios durante 10 anos no Crato, cidade da Região do Cariri, no Ceará. Dos seis denunciados, cinco foram presos na manhã de sexta-feira (1º) e um está foragido. A mãe sabia dos abusos desde 2016.

Os suspeitos foram denunciados pela adolescente, anonimamente, no fim de 2018. Após a investigação foram expedidos 6 mandados de prisão pela justiça. Os nomes foram omitidos para preservar a vítima.

De acordo com a polícia, os estupros começaram após a morte do pai da vítima, quando ela tinha apenas 7 anos de idade. Durante a investigação, os agentes descobriram que a denúncia foi feita pela própria adolescente.

A vítima morava com a mãe e os tios, irmãos do pai dela, num sítio, mas em casas diferentes. A mãe da jovem teve conhecimento dos estupros em 2016 mas, segundo ela, não procurou a polícia por medo.

A vítima vai passar por tratamento psicológico para tratar o trauma sofrido ao longo dos 10 anos. Os suspeitos, detidos com mandados de prisão temporária, vão responder por estupro coletivo de vulnerável.

De acordo com Kamila Brito, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) do Crato, os 30 dias em que os tios da vítima ficarão presos serão suficientes pra ouvir todos os depoimentos necessários e concluir as investigações. Depois desse prazo, eles ficar à disposição da justiça.

Os presos foram levados à DDM do Crato, onde serão ouvidos para, em seguida, serem levados à cadeia pública do Crato. A vítima e mãe também prestaram depoimento.

 

Fonte: Goio News/ O Umarizalense

Leia Também:  Justiça autoriza Lula ir ao velório do neto em São Paulo
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Novo Cantu - Brasil

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

Publicados

em

Por

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

 

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), em São Paulo, negou hoje (15) os pedidos de habeas corpus impetrados pelos advogados de defesa de Wesley Batista e Joesley Batista, do grupo J&F. O pedido de habeas corpus se refere à investigação dos irmãos no processo que apura se eles teriam usado informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro.

Hoje à tarde, a partir das 16h, ocorre a audiência de custódia de Joesley Batista, na Justiça Federal. O executivo, que estava preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, chegou a São Paulo no fim da manhã de hoje.

A transferência foi feita por ordem do juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal de São Paulo, referente à Operação Tendão de Aquiles, que investiga a venda de ações de emissão da JBS S/A na Bolsa de Valores e à compra de contratos futuros e a termo de dólar no mercado financeiro. As transações foram feitas em abril e maio, antes da divulgação dos áudios de conversas de Joesley Batista com o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, que levaram a denúncias contra ambos.

Em nota, os advogados de Joesley e Wesley Batista disseram que vão recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda hoje. “A própria decisão reconhece a ausência de fato novo apto a justificar a prisão. A inexistência de qualquer outro preso preventivo no Brasil pela acusação de insider trading revela uma excepcionalidade no mínimo curiosa”, argumenta a defesa.

 

Fonte: Congresso em Foco

Leia Também:  Inadimplência de microempresas é recorde. E o Governo caça os pequenos
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo