Carros e Motos

Toyota Hilux renovada ganhará uma série de novidades

Publicados

em

source


Toyota Hilux arrow-options
Divulgação

Toyota Hilux da linha 2021 terá retoques no visual e nova central multimídia para ganhar apelo diante dos principais concorrentes no mercado

A versão renovada da picape Toyota Hilux está pronta para estrear em alguns mercados e deve chegar ao Brasil no segundo semestre, mas sem data precisa por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus. De qualquer forma, entre as mudanças que serão adotadas, destacam-se itens como motor turbodiesel mais potente, retoques no visual e nova central multimídia.

LEIA MAIS: Veja 5 picapes intermediárias que serão lançadas no Brasil até 2025

Quanto ao desenho, a Toyota Hilux da linha 2021 terá uma frente com novos detalhes estéticos para dar uma ideia de mais robustez ao utilitário . Serão alterações sutis na grade frontal, para-choque e faróis, apenas para deixar o carro com aspecto atualizado, algo importante para manter o apelo do modelo no mercado.

Outro ponto que vai mudar na Toyota Hilux 2021 será o motor turbodiesel. O 2.8 passará a ter mais força e menores índices de emissões. Portanto, espere mais que os 177 cv e 42,8 kgfm atuais. E, também, pelo menos uma versão híbrida, pois essa é a nova tendência entre os utilitários dos próximos dois anos, quando as picapes elétricas deverão chegar com força total no sentido mais amplo da palavra.

Leia Também:  Uma Harley-Davidson no fora de estrada? Acompanhe nossa aventura

LEIA MAIS: Por que a Fiat Toro vende (bem) mais que as outras picapes?

Como não poderia deixar de ser, a central multimídia também terá novidades. Passará a ser compatível com Android Auto e Apple Carplay, algo que estava faltando no utiitário da marca japonesa, assim como um funcionamento mais intuitivo e prático no dia a dia. Depois que estiver atualizada a Toyota Hilux poderá enfrentar as rivais com mais apelo.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Carros e Motos

BMW R 18 é revelada para competir com as Harley-Davidson e deve vir ao Brasil

Publicados

em

source
BMW arrow-options
Divulgação

BMW R 18 chega no segmento das cruiser para os que curtem viajar por longas distâncias e acelerar

Depois de ganhar registro de patente no Brasil, a nova BMW R 18 foi revelada, e agora posiciona a fabricante no segmento das cruisers para concorrer com Harley-Davidson, Indian e outras. Ela manteve o nome do conceito apresentado ano passado, unindo design clássico e recursos tecnológicos, além do motor de referência para a marca: um boxer bicilíndrico. Os primeiros clientes vão receber um kit que inclui um chapéu, um livro sobre a fabricante alemã, luvas e um chaveiro. Ela chega à Europa no segundo semestre por 22.990 Euros (R$ 130 mil, em conversão direta), e deve desembarcar no Brasil também.

LEIA MAIS: Harley-Davidson oferece oferta de R$ 7.200 e mais condições especiais

A BMW R 18 foi pensada para uma boa ergonomia, com apoios para os pés montados no meio do chassi, passando por trás do motor, algo que proporciona uma posição de pilotagem mais relaxada e precisa. Ela traz três modos de pilotagem: Rain, Roll e Rock. O primeiro regula a abertura do acelerador e define o controle máximo de tração, favorecendo a condução em pista molhada. O segundo é o modo padrão, e o terceiro é mais agressivo, oferecendo resposta instantânea do acelerador e limitando o controle de tração.

Leia Também:  Novo Onix fecha mês na liderança de vendas, nas versões hatch e sedã

Identidade e equipamentos completamente novos

BMW arrow-options
Divulgação

Cluster remete aos primeiros modelos da marca, dos anos 60, embutido no farol. Une o analógico ao digital

A novidade, no ano/modelo 2020, será oferecida na versão exclusiva First Edition. As mudanças em relação ao modelo padrão são a pintura preta com detalhes em branco, listras brancas feitas a mão no tanque, mais detalhes cromados e o logotipo First Edition, também cromado, nas capas laterais do motor Boxer. Nos reservatórios de fluido aparece a inscrição “Berlin Built” (nascida em Berlim), que indica a cidade onde, desde 1969, a marca alemã produziu a maioria de suas motos.

LEIA MAIS: Teste: Novas Royal Enfield 650 dão uma nova identidade à marca indiana

Tem iluminação de LED, painel de visual clássico, que traz um manômetro redondo com um visor de LCD, este que exibe informações como a velocidade, indicador de marcha, modo de pilotagem, entre outras. Entre os acessórios da cruiser da BMW , muitos deles produzidos nos EUA, estão os silenciadores da Vance & Hines e assentos artesanais Mustang Seat. Também é possível customizar o guidão, mudar as rodas e fazer uma infinidade de caracterizações.

De acordo com a marca, o seu motor boxer de dois cilindros é o mais potente já usado na produção de motocicletas. Com 1802 cc, refrigeração a ar e quatro válvulas em cada cilindro, entrega 91 cv a 4.750 rpm e 16,1 kgfm a 3.000 rpm. Segundo a BMW ela vai de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos e atinge velocidade máxima de 180 km/h. São números que, de fato, colocam o modelo frente a frente com as rivais do segmento das motos cruiser .

Leia Também:  Estudo aponta que dois entre três motociclistas já pilotaram sem CNH

LEIA MAIS: Harley-Davidson Softail Standard é relançada após 13 anos de ausência

Na dianteira, a suspensão é composta por garfo telescópico de 49 mm de diâmetro e 120 mm de curso. Já na traseira, é usado sistema cantilever com ajuste de pré-carga da mola. Já os freios têm ABS e contam com sistema próprio da BMW, com discos duplos na dianteira e simples na traseira, todos com 300 mm. As rodas são raiadas, complementando o visual clássico da BMW R 18 , são de 19 polegadas na dianteira e 16 na traseira, com pneus de medidas 120/70 e 180/65, respectivamente.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo