Política Estadual

Presidente Traiano recebe homenagem do Instituto Boina Azul do Rio Grande do Sul

Publicados

em

O presidente de Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSDB), recebeu nesta quinta-feira (28) uma medalha do Instituto Boina Azul do Rio Grande do Sul – Grau Cavaleiro. A honraria é concedida às pessoas que se destacam em suas atividades pela atuação em prol da sociedade.

No Paraná, 12 militares e apenas três civis estão recebendo a horaria neste momento. “Fico muito honrado em receber uma homenagem como essa. Vai se juntar à minha galeria com as homenagens que já recebi ao longo da minha vida pública e que guardo com muito carinho”, destacou Traiano ao receber a medalha e um diploma.

O presidente do Legislativo paranaense foi indicado para ser um dos agraciados com a honraria pelo sargento Dário Alves da Silva, do Cindacta II (Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo), unidade da Força Área Brasileira em Curitiba. “Eu tenho uma admiração muito grande pelo trabalho desenvolvido pelo deputado Traiano e, principalmente, pela liderança que ele exerce no nosso Paraná”, destaca o sargento.

Leia Também:  Projeto de lei apresentado na Assembleia Legislativa quer acabar com o barulho dos fogos de artifício

O Instituto Boina Azul do Rio Grande do Sul foi fundado em 2012 e congrega militares e ex-militares que integraram missões de paz sob o comando das Nações Unidas em territórios internacionais.  O presidente do instituto, Elvis Rodrigo Soares, destacou o orgulho dos “boinas azuis” em poder homenagear quem tanto faz por uma sociedade melhor. “É um orgulho e uma honra poder demonstrar nosso respeito e admiração ao deputado Traiano”.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Estadual

Assembleia ganha nesta sexta a mobilização dos homens pelo fim da violência contra as mulheres

Publicados

em

Os homens que entraram na Assembleia Legislativa do Paraná na manhã desta sexta-feira (6) foram recepcionados por assessores da deputada estadual Luciana Rafagnin (PT), que distribuíram laços brancos e material informativo sobre a mobilização do dia 6 de dezembro, o Dia do Laço Branco.  É que dentro do calendário internacional dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”, o dia 6 de dezembro marca o compromisso assumido pelos homens em favor do respeito, dos direitos das mulheres e pelo combate aos preconceitos, intolerâncias, misoginia e para acabar com essa violência de gênero.

A data faz alusão a um crime de ódio ocorrido em 1989 na cidade de Montreal, no Canadá, quando um jovem de 25 anos, armado, invadiu uma sala de aula da Escola Politécnica local e ordenou aos homens que se retirassem dali para, em seguida, abrir fogo contra as mulheres que frequentavam a faculdade. Morreram 14 mulheres e o criminoso, que suicidou-se logo após assassinar as estudantes. Em carta que deixou, o jovem disse que não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia, um curso tradicionalmente masculino.

Leia Também:  Soldado Fruet pede que TCE suspenda licitação para gestão da frota do Estado

Além da abordagem aos homens no acesso à Assembleia Legislativa do Paraná, em Curitiba, a atividade do laço branco se repetirá no Calçadão Central de Francisco Beltrão, a partir das 17 horas. Assessores homens, que trabalham lotados no escritório regional da deputada, farão a entrega de laços brancos e a distribuição de materiais explicativos da campanha pelo fim da violência contra as mulheres às pessoas que circularem pela região central da cidade.

“A campanha dos 16 Dias de Ativismo, que no mundo todo começa no dia 25 de novembro, que é o Dia do Combate à Violência contra as Mulheres, se encerra em 10 de dezembro, que é o Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, essa campanha tem 21 dias porque começa não no dia 25, mas no dia 20 de novembro, que é o Dia da Consciência Negra, para lembrar e denunciar a dupla violência sofrida pelas mulheres negras, agravada inclusive pelo preconceito racial”, disse a deputada Luciana.

O dia do laço branco foi instituído no país pela Lei Federal nº 11.489/2007 e no Paraná pela Lei Estadual 19.719/2018.

Leia Também:  Projeto que explica orçamento público a estudantes é o vencedor do Geração Atitude 2019
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo