Policial

PM monta forte esquema de segurança para acompanhar as festas de Carnaval no Litoral

Publicados

em

Marcia Santos
Jornalista Responsável

Com a intensa movimentação de pessoas para o Carnaval no Litoral, a Polícia Militar montou um grande esquema de segurança que inclui efetivo e equipamentos tecnológicos para acompanhar as festas que ocorrem nas cidades litorâneas a partir desta sexta-feira (21/02). Aeronaves, drones e viaturas com tecnologia embarcada serão empregados nas atividades preventivas para inibir crimes, tumultos e outras situações.

 

“A Polícia Militar vai trabalhar com o efetivo máximo disponível em todos os eventos já programados pelas prefeituras, pelas ligas de carnaval e eventos particulares. Nós mapeamos esses eventos em todas as cidades aqui do Litoral e os principais locais de grande concentrarão de público e teremos policiamento do início ao término desses eventos”, disse o Comandante do 6º Comandante Regional da PM (6º CRPM), coronel Nivaldo Marcelos da Silva.

 

A atuação ostensiva será feita pela tropa já atuante no Litoral pelo 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), com o reforço das equipes que atuam pelo Verão Maior 2019/2020. Além disso, haverá emprego de unidades especializadas como do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), e da Academia Policial Militar do Guatupê (APMG). Pelo 9º Batalhão, a Patrulha Costeira também vai desempenhar um papel crucial nas baías que recortam o Litoral, principalmente nos locais isolados e mais distantes, para atender as comunidades que também fazem suas festas de Carnaval.

 

Na Ilha do Mel, um dos cartões postais do Litoral, a PM terá atenção especial. No embarque e desembarque, as equipes da Companhia de Operações com Cães (COC) do BOPE farão a fiscalização de bagagens para evitar a chegada de drogas e materiais ilícitos à ilha.

Leia Também:  Travessia dos Veteranos reúne 120 bombeiros em comemoração a 20ª edição do evento

 

TECNOLOGIA – A PM terá nas praias os melhores recursos tecnológicos disponíveis. Em Guaratuba as equipes terão a Plataforma de Observação Elevada (POE) da Diretoria de Desenvolvimento Tecnológico e Qualidade (DDTQ) para auxiliar no monitoramento a longa distância com as câmeras de alta resolução do caminhão. Em Matinhos também haverá um ônibus com tecnologias semelhantes que fazem a diferença no monitoramento de multidões.

 

No ar, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) estará com uma aeronave dia e noite, com patrulhamento aéreo nos locais onde houver maio concentração de pessoas, prestando apoio às ações do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. O serviço aeromédico é um dos destaques, pois a tripulação conta com médico e enfermeiro do Samu para fazer os atendimentos, resgates e remoções de vítimas. “Duplicamos os serviços e estamos operando 24 horas agora inclusive com médico e enfermeiro 24 horas. Isso é uma inovação”, disse o Comandante do BPMOA, tenente-coronel Julio Cesar Pucci.

 

Além do helicóptero, o BPMOA terá um drone para compor o patrulhamento aéreo. A nível de Brasil, o Paraná é o segundo estado a ter a tecnologia, seguindo o exemplo da Bahia. “A empresa nos disponibilizou esse equipamento e vamos monitorar o Carnaval nos mesmos moldes da Bahia e do Rio de Janeiro. A polícia da Bahia tem uma expertise muito grande e nós mandamos dois policiais fazer o curso naquele estado”, disse o tenente-coronel Pucci.

 

MEIO AMBIENTE – Nos rios, no mar e nas matas, o Batalhão de Polícia Ambiental Força-Verde (BPAmb-FV) já intensificou as operações para proteção da fauna e flora. Um dos maiores focos da unidade é o policiamento na Ilha do Mel, um dos destinos mais procurados para o Carnaval, mas também estando presente em outros pontos turísticos do Litoral. “Estaremos presentes para garantir mais segurança aos que procuram caminhar nos morros (Morro do Anhangava, Pico do Paraná, Pico Morumbi, Caminho do Itupava). Vamos intensificar o policiamento nesses locais, para atender todos os turistas e, também, as pessoas que gostam dessas atividades”, destacou o Comandante da unidade, tenente-coronel Adilson Luiz Correa dos Santos.

Leia Também:  PCPR incinera cerca de de 5,3 toneladas de drogas em Foz do Iguaçu

 

TRÂNSITO – As vias urbanas e rodoviária serão fiscalizadas pelas equipes de trânsito da Polícia Militar. Nas cidades, o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) e o 9º Batalhão, estarão com equipes dispostas nas avenidas e ruas com maior fluxo de veículos para inibir situações como estacionamento irregular, falta de uso de cinto de segurança e outros tipos de infração.

 

Nas rodovias estaduais que cortam o Litoral, o trabalho será desempenhado pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv). Com radares móveis os policiais militares farão a fiscalização de velocidade nos pontos mais perigosos. Em frente aos postos rodoviários haverá as abordagens e verificações de veículos e condutores. A embriaguez ao volante é uma das principais preocupações da unidade, por isso haverá reforço nos testes etilométricos.

 

O Comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), tenente-coronel Olavo Vianei Francischett Nunes, considera que o carnaval é um evento que faz parte do planejamento de empenho para a operação Verão Maior. “Durante o feriado o batalhão intensifica as fiscalizações de excesso de velocidade, de ultrapassagem em local proibido e de motoristas sob efeito de álcool. Além dos cinco postos fixos e outros onze pontos bases, serão incluídos os policiamentos de Porto de Cima, em Morretes, e de Antonina”, explicou o tenente-coronel Vianei.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Em ação conjunta, helicóptero da PM e equipes do Corpo de Bombeiros combatem incêndio em Guaratuba (PR)

Publicados

em

.

Marcia Santos

Jornalista Responsável

 

Equipes do Corpo de Bombeiros e do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) trabalharam em conjunto para combater um incêndio em uma área de 1.350.000 metros quadrados em Guaratuba, no Litoral do estado. A situação aconteceu neste sábado (04/04) e foram usados mais de 47 mil litros de água, além do Heli-Balde acoplado na aeronave.

 

De acordo com informações das unidades, foram usados seis viaturas do Corpo de Bombeiros, uma máquina retroescavadeira, da prefeitura da cidade, e o helicóptero com o Heli-balde acoplado devido à dificuldade do acesso ao local. Ao todo, foram atingidos 1.350.00 metros quadrados de vegetação e foram utilizados 47.600 litros de água para cessar o fogo.

 

“Além da utilização do Falcão 03 como plataforma aérea de observação, foram mais de 30 lançamentos de água com o Heli-balde que nos ajudaram a controlar a situação, economizando esforços das guarnições e ampliando a resposta”, disse o comandante do 8º GB, major Jonas Emmanuel Benghi Pinto.

Leia Também:  Polícia Rodoviária apreende diversas mercadorias contrabandeadas no Noroeste do estado

 

Ainda segundo o BPMOA, o Heli-balde foi utilizado, pois, a partir de um ponto de captação de suprimento de água, é possível fazer diversos lançamentos em um curto espaço de tempo diminuindo assim a probabilidade de atingir as residências próximas.

 

Atuaram no combate ao incêndio, militares estaduais do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), do Batalhão de Polícia Ambiental Força-Verde (BPAmb-FV), do 8º Grupamento de Bombeiros (8º GB), além da Prefeitura.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo