Estadual

Paraná e Itália querem ampliar laços econômicos e culturais

Publicados

em

O vice-governador Darci Piana recebeu nesta terça-feira (12) o embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, para discutir a possibilidade de ampliação das parcerias econômicas e culturais entre o Paraná e o país europeu. Bernardini está em Curitiba para a reunião de coordenação do Sistema Itália no Brasil, que acontece nesta terça e quarta-feira (13) e reúne parlamentares e membros da embaixada, consulados, conselhos e comitês italianos do País.

Piana apresentou ao embaixador os projetos de concessão do Estado, que estarão abertos para a participação de investidores estrangeiros. Entre eles, está a nova configuração do Anel de Integração, com 4,1 mil quilômetros de rodovias – 2,6 mil quilômetros já pedagiados e outros 1,5 mil quilômetros de novos trechos; os leilões de quatro aeroportos do Estado (Afonso Pena, Bacacheri, Londrina e Foz do Iguaçu) e da nova Ferroeste, que vai ampliar a malha ferroviária do Paraná, fazendo a ligação do Porto de Paranaguá a Dourados (MS).

“O Paraná elaborou uma lei moderna de licitações que dá segurança jurídica para quem quer investir nos projetos do Estado. O Governo vê o setor privado como parceiro estratégico para executar as obras estruturantes que são necessárias para o desenvolvimento do Estado”, disse o vice-governador.

Leia Também:  Paraná Cidadão em Campo Largo faz 14 mil atendimentos

Ele também destacou a suspensão da vacinação para a febre aftosa no Paraná, autorizada recentemente pelo Ministério da Agricultura. “O Paraná é o maior produtor de proteína animal do Brasil e essa decisão vai permitir exportar ainda mais produtos na nossa pecuária, liberando a comercialização para 65% dos países que ainda não compram carne do Estado”, salientou.

ENCONTRO – A ampliação do comércio entre os dois países será um dos principais temas abordados na reunião do Sistema Itália no Brasil, ressaltou Bernardini. “O Paraná tem importantes laços culturais com o nosso País, recebeu milhares de imigrantes. O momento agora é de pensar no futuro e identificar oportunidades para fortalecer esses laços”, disse.

O embaixador acrescentou que para isso é preciso falar de cultura e economia. O Paraná tem uma situação orçamentária muito melhor que outros estados do Brasil e tem projetos para fortalecer a parte econômica”, destacou. “Temos oportunidades de ter empresários italianos aqui e vamos trabalhar para aumentar nossa presença no Paraná”, afirmou.

PRESENÇAS – O senador e subsecretário do Ministério das Relações Exteriores e Cooperação Internacional da Itália, Ricardo Merlo, e o cônsul-geral da República Italiana em Curitiba, Raffaele Festa, também acompanharam a reunião.

Leia Também:  Paraná Cidadão chega para moradores de Guaratuba

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Servidores do Estado recebem o 13º salário

Publicados

em

O 13º salário de aproximadamente 300 mil servidores ativos, pensionistas e aposentados já foi depositado pelo Governo do Estado. A folha adicional injetará R$ 1,83 bilhão na economia paranaense a partir desta quarta-feira (4). A antecipação foi determinada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e reforça o compromisso de manter os pagamentos em dia.

O governador também autorizou o pagamento antecipado da folha normal de dezembro no dia 23. Na mesma data, serão depositados valores relativos ao terço de férias para todos os servidores que têm direito ao benefício. Normalmente, os vencimentos do funcionalismo são liberados no último dia útil do mês. Juntas, as medidas injetarão R$ 6 bilhões na economia até o Natal.

“Esta é uma demonstração de que temos as contas públicas em equilíbrio e uma forma de valorizar o servidor público. Fizemos esforços, cortamos mordomias e privilégios, e esse trabalho permitiu ao Estado pagar todos os salários em dia ao longo do ano e, agora, fazer antecipações”, destacou Ratinho Junior.

Segundo o governador, a medida de estímulo ao planejamento dos servidores mostra que o Paraná trilha caminho responsável. Alguns estados brasileiros estão com dificuldades para honrar os compromissos regulares com funcionalismo e, em alguns casos, os vencimentos mensais têm sido parcelados. “Não vamos deixar em nenhum momento a saúde financeira do Estado, maior ativo do Paraná, de lado”, acrescentou Ratinho Junior.

Leia Também:  Orquestra Sinfônica do Paraná se apresenta na próxima semana

REPERCUSSÃO – A antecipação foi recebida com entusiasmo pelas associações comerciais estaduais e pela Associação dos Servidores Públicos do Paraná (ASPP), em respaldo à geração de emprego e renda nas diversas regiões do Estado, além da possibilidade do uso para pagamento de dívidas, compras, viagens ou eventuais aplicações.

“Essa ação do Governo do Estado é de fundamental importância. Não só pelo dinheiro direto, o ativo maior em circulação, mas por mostrar que a administração do Paraná está sendo bem executada”, afirmou José Roberto Mattos, presidente do Conselho de Desenvolvimento de Maringá (Codem).

Rodrigo Rosalem, diretor de planejamento e gestão da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), disse que a medida tem caráter social. “Teremos um impacto muito interessante na economia, seja por dinheiro a mais para fazer compras ou para pagar dívidas”, explicou. “Lembrando que ao usar o dinheiro extra para pagar dívidas, o consumidor volta a ter crédito para poder comprar novamente”.

Presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Gláucio José Geara, disse que dados preliminares indicam crescimento da economia do Estado no período na ordem de 2,8%. Um dos principais movimentos será no comércio de comidas e bebidas. “A produção e comercialização de alimentos terá um impacto muito grande no Paraná, não tenho dúvida. A mesa do paranaense será mais farta neste fim de ano”, disse.

Leia Também:  Hemepar ressalta importância da doação de sangue

“Tal atitude reflete, com certeza, a competência e a seriedade de Ratinho Junior em governar o Paraná”, complementou o presidente da ASPP, Alvaro Miguel Rychuv. “Queremos que o Governo do Estado mantenha essa seriedade e os compromissos financeiros com os servidores”.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo