Estadual

Leite das Crianças recebe R$ 426 mil em equipamentos

Publicados

em

O Programa Leite das Crianças, do Governo do Estado, recebeu 700 caixas térmicas e 176 freezers para os pontos de distribuição e redistribuição. Os equipamentos estão sendo transportados ao longo desta semana para os núcleos regionais da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, que encaminharão aos municípios conforme a necessidade de cada um.

A Secretaria adquiriu os utensílios por meio de pregão eletrônico, somando aproximadamente R$ 426 mil (R$ 319,8 mil em freezers e R$ 106,3 mil em caixas térmicas). “Esses equipamentos vão ajudar o programa a manter a conservação do leite nos pontos de distribuição e redistribuição”, diz a chefe do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Desan), Márcia Stolarski.

Os beneficiários são atendidos diariamente por meio de 1,3 mil escolas da rede estadual de ensino e mais de 800 pontos de redistribuição. Hoje, 40 Usinas de Processamento fornecem leite pasteurizado integral para o Leite das Crianças, beneficiando cerca de 5 mil produtores.

CADASTRAMENTO – Até esta segunda-feira (17) está aberto o edital de cadastramento no Programa para usinas de leite: www.agricultura.pr.gov.br/Pagina/Editais-e-Licitacoes

Leia Também:  Curitiba e Cascavel são premiadas por projetos em prol do ecossistema

Coordenado pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná e executado pelas Secretariasda Saúde, Educação e Justiça, Família e Desenvolvimento Social, o Programa atende diariamente em torno de 110 mil crianças de seis a 36 meses com um litro de leite pasteurizado integral, com mix vitamínico (vitaminas A e D) e mineral (ferro e zinco).

Isso garante o aporte de nutrientes essenciais ao desenvolvimento e crescimento, ajuda a manter o peso e altura ideais para a idade, melhora a imunidade e previne a desnutrição e a anemia.

BENEFÍCIO – Para participar do programa, o interessado deve procurar o órgão de Assistência Social do município (Cras ou Creas) mais próximo para ser inserido no Cadúnico, comprovar a renda máxima de meio salário mínimo regional/per capita e apresentar a documentação pessoal e a certidão de nascimento da criança entre 6 a 36 meses.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Saúde reforça equipe para combate à dengue em Barbosa Ferraz

Publicados

em

A Secretaria de Estado da Saúde autorizou um reforço emergencial para os trabalhos de combate à dengue em Barbosa Ferraz. Já são quase mil casos confirmados da doença no município, que pertence à 11ª Regional de Saúde de Campo Mourão. O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, esteve no sábado (22) na cidade para debater as ações que serão realizadas para eliminar os criadouros do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue.

Além de ampliação do trabalho de campo, com a remoção mecânica de possíveis focos, em conjunto com agentes comunitários e agentes de endemias do município e do Estado, o arrastão técnico será ampliado com equipes de outras regionais de saúde. “Temos conjugados esforços no auxílio aos municípios, porque o momento exige efetividade neste combate”, disse Beto Preto.

O secretário da Saúde informou que o Estado fará um aporte financeiro de R$ 5 milhões aos municípios em epidemia para auxiliar na aquisição de insumos clínicos e na estrutura de atendimento hospitalar e ambulatorial.

Leia Também:  Agência do Trabalhador de Curitiba oferta vagas para supermercado

AÇÕES – Orientações de manejo clínico também deverão acontecer nos próximos dias, garantindo o reforço na capacitação dos profissionais, sob coordenação da Secretaria da Saúde.

A força-tarefa em Barbosa Ferraz, segundo o secretário, vai auxiliar na redução dos focos e, consequentemente, o número de casos de dengue no município deve cair, assim como aconteceu em Nova Cantu. “Onde intensificamos o trabalho, já tivemos redução no número de notificações. É importante que a população em geral e os profissionais de saúde estejam engajados, uma vez que quase 90% dos criadouros são removíveis”, alertou.

A limpeza das galerias pluviais, por parte da Sanepar, é outra medida que será adotada. Com possíveis entulhos ou material orgânico acumulado, o local acaba sendo um ambiente propício para a proliferação do mosquito.

 “Estamos preocupados com a dengue no Paraná. É uma doença que mata. Temos perdido vidas. Estamos diante do sorotipo dois do vírus. Os paranaenses não têm imunidade a ele. Dengue é uma doença que podemos prevenir. Por isso, é importante a ajuda de todos”, reforçou Beto Preto.

Leia Também:  Sanepar e prefeitura se unem para preservar córregos de Maringá

 

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo