Cidades

Ladrão leva surra de populares depois de roubo em Maringá

Publicados

em

Um assaltante quebrou a cara ontem (quinta-feira/13) a noite, logo após praticar um roubo na companhia de um outro indivíduo. Tudo teve início após a dupla assaltar um pedestre. A ação criminosa ocorreu na Rua Padre Raimundo Legof, na zona 7. A vítima relatou que caminhava tranquilamente quando foi surpreendida pelos assaltantes. Os dois meliantes fizeram menção de estarem armados e anunciaram o assalto. Durante o roubo, a vítima foi covardemente agredida pela dupla, que fugiu correndo em direção ao terminal intermodal.
O pedestre começou a gritar pega ladrão, pega ladrão. Diante desta situação, populares começaram a perseguir os criminosos. Em um certo momento, um dos ladrões tropeçou no meio fio e caiu. O indivíduo foi alcançado e seguro por populares que revoltados com sua atitude, agrediram o assaltante.
Na sequência o sujeito que minutos antes havia humilhado um cidadão de bem durante o assalto, foi entregue para uma equipe da PM. Em diligências pelo bairro, os policiais encontraram o comparsa.
Parte dos pertences (celular +carregador) da vítima foram recuperados. Já a dupla que quebrou a cara, foi conduzida até a delegacia de Polícia Civil, para serem tomadas as providências cabíveis.

Leia Também:  Peão morre pisoteado por touro na região de Umuarama

Fonte: MaringanaHora

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Criança de 11 anos morre após tiro acidental em Apucarana

Publicados

em

Uma tragédia aconteceu na tarde de domingo, 23, em Apucarana, quando uma criança de apenas 11 anos morreu após ser baleada.
O menino teria sido atingido por um tiro acidental enquanto brincava com um adolescente de 15 anos. A vítima estava na casa do garoto. A arma seria um revólver calibre 38. O caso aconteceu no Residencial Solo Sagrado. O menino chegou a ser levado para uma Unidade de Pronto Atendimento, porém não resistiu aos ferimentos. A polícia investiga o caso. A arma seria de um vigilante.
Segundo o investigador Roberto Francisco, chefe do setor de homicídios, após o crime o adolescente deixou o local. “Nós estamos ouvindo testemunhas, fomos até o local onde ocorreu o disparo e eles estariam sozinhos na casa. O menino que morreu, tinha o costume de ir na casa do adolescente para jogar.
“Nós queremos descobrir como essa arma apareceu na casa do adolescente. A princípio após o disparo o adolescente ficou com medo e deixou o local. Na casa morava ele a mãe e irmãos. Estamos investigando,” finaliza Roberto.

Leia Também:  Caminhão Transportando Leite Sofre Acidente Próximo à Comunidade São Cristóvão


Fonte: Cobranews

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo