Internacional

Ex-presidente da Bolívia chega ao México ainda hoje

Publicados

em

O avião da Força Aérea Mexicana, que leva o ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, chegará na manhã de hoje (12) na Cidade do México. Morales renunciou no último domingo, após pressão das Forças Armadas e policiais. Ele aceitou asilo político no México e afirmou no Twitter que voltará “com mais força e energia”.

De acordo com a imprensa mexicana, o voo de Evo, que fez uma primeira escala em Assunção, no Paraguai, para abastecimento, decolou rumo ao México por volta das 2h da manhã. Estima-se que a viagem dure entre 7 e 8 horas.

Presidente Evo Morales fala durante conferência REUTERS/David Mercado/Direitos reservados

Evo Morales deixou a Bolívia e pediu asilo ao governo do México   (Arquivo/ Reuters/David Mercado/Direitos Reservados)

“Irmãs e irmãos, parto para o México agradecido pelo apoio do governo deste povo irmão que nos deu asilo para cuidar de nossas vidas. Dói sair do país por razões políticas, mas sempre estarei pendente. Em breve, voltarei com mais força e energia”, afirmou Morales, antes de embarcar na aeronave que o leva até o México.

O chanceler mexicano, Marcelo Ebrard, informou ontem, em um comunicado, que o asilo foi concedido a Evo Morales por razões humanitárias e em virtude da situação de violência que vive a Bolívia, onde sua vida e integridade estariam em risco. “Há alguns instantes recebi um telefonema do presidente Evo Morales, no qual ele aceitou o nosso convite e solicitou formalmente asilo político”, afirmou Ebrard.

Ebrard explicou que a vida do ex-presidente boliviano corre perigo e que a Organização das Nações Unidas (ONU) será comunicada para que proporcione a devida proteção internacional.

“A concessão de asilo é um direito soberano do Estado mexicano, de acordo com seus princípios normativos em política externa para a proteção dos direitos humanos, o respeito à autodeterminação dos povos e à resolução pacífica de controvérsias e a não intervenção”, diz o comunicado do governo mexicano.

Edição: Kleber Sampaio
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Piñera faz reunião de emergência para resolver violência no Chile
Propaganda

Internacional

Paris enfrenta greve geral que pode atingir outras cidades da França

Publicados

em

Uma greve geral, hoje (6), na França, contra as novas medidas sobre as aposentadorias ameaça paralisar vários setores. Determinados a forçar o governo a abandonar os planos, trabalhadores dos transportes ferroviários e aéreos, professores, pessoal hospitalar e outras categorias paralisaram as atividades.

As redes de transportes em Paris e outras cidades francesas estão fortemente afetadas pelo movimento.

Paris, nesta quinta-feira, parece uma capital diferente,  disse um jornalista. “Parece um domingo, uma vez que 90% dos trens do Metrô e 80% dos ônibus estão parados” acrescentou. A paralisação é sentida, ainda, nos aeroportos e no recolhimento de lixo pela cidade.

People ride bicycles near the Eiffel Tower during a strike by all unions of the Paris transport network (RATP) as part of a day of national strike and protests against French government's pensions reform plans, France, December 5, 2019.  REUTERS

Sem transporte público, franceses usam bicicletas para se deslocar em Paris      REUTERS – Gonzalo Fuentes

Com o argumento de que quer tornar a economia francesa mais competitiva, o presidente Emmanuel Macron pretende avançar com uma série de cortes nos gastos públicos. Em particular, quer simplificar o sistema de aposentadorias.

Macron argumenta que o atual sistema é injusto e muito dispendioso. A reforma proposta pelo governo tenciona substituir os 42 regimes de pensões que existem atualmente por um sistema por pontos e põe fim a direitos laborais, principalmente, dos funcionários do Metrô de Paris.

Em todo o país estão convocadas 245 manifestações para hoje. Há a possibilidade de confrontos entre grupos violentos e a polícia. O comércio foi aconselhado a fechar.

Edição:
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pesquisa mostra que plástico acumulado no fundo do mar não se decompõe
Continue lendo