Estadual

Estado lança aplicativo para ajudar no combate à Covid-19

Publicados

em

.

O Governo do Paraná apresentou uma solução tecnológica para acompanhar pessoas com sintomas e ajudar no controle à circulação do novo coronavírus no Estado. O aplicativo COVID19 Paraná para aparelhos móveis foi desenvolvido pela Celepar, empresa estadual de tecnologia da informação, em parceria com a Secretaria da Saúde. A novidade foi lançada nesta quinta-feira (26), no Palácio Iguaçu, pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior.

De acordo com a secretaria estadual, a ferramenta vai funcionar como um grande banco de dados relacionado ao coronavírus, já que todo cidadão que chegar ao Paraná, vindo de outro Estado ou País, deverá fazer um cadastro no aplicativo e apresentar o comprovante nos postos de monitoramento espalhados pelo Estado. O registro das informações pode ser feito também no portal http://www.coronavirus.pr.gov.br.

O app ajudará ainda na avaliação de sintomas da população local pois, além de dados cadastrais, contará com um questionário epidemiológico auto aplicável. As respostas vão ajudar o Estado na tomada de decisões no combate ao vírus.

“É algo muito simples, mas que vai ajudar bastante a todos nós. Pedimos que as pessoas se cadastrem para que a Secretaria da Saúde possa fazer um grande mapeamento, entender os sintomas e colaborar com a melhor solução”, explicou Ratinho Junior. “Essa tecnologia dá mais velocidade às tomadas de decisões”, completou.

Leia Também:  Saldo de empregos cresce 24,2% no Paraná e é o melhor desde 2013

Diretor-presidente da Celepar, Leandro Moura, destacou que as pessoas que acessarem o aplicativo receberão informações em relação ao coronavírus, mas também ficarão sabendo das medidas que o Governo do Paraná está tomando para controlar a pandemia. “A tecnologia é uma grande aliada neste momento de crise, permitindo trocar informações com o cidadão”, disse. “Temos mais uma ferramenta que ajuda a proteger a vida dos paranaenses”.

COLABORAÇÃO – O diretor-geral da Secretaria da Saúde, Nestor Werner Júnior, ressalta que a ferramenta, contudo, só será efetiva se tiver a colaboração da população. “Precisamos deste apoio. É para baixar o aplicativo, responder os questionários e apresentar os dados cadastrais. Assim estaremos prontos para tomar as medidas mais acertadas”, ressaltou.

CADASTRO – O aplicativo COVID19 Paraná está disponível para Android e iOS. O cidadão que chega ao Paraná, vindo de outro estado ou país, deve baixar o app, preencher o cadastro e guardar o código gerado, que deverá ser apresentado nos postos de monitoramento das divisas do Estado. O código é válido por 24 horas. Caso esteja vencido no momento da passagem pelo posto, um novo cadastro precisará ser realizado.

Leia Também:  Paraná Solidário já cadastrou 460 doadores e 240 entidades

Toda a população deve se cadastrar para receber informações sobre a doença. Pessoas que apresentarem sintomas da Covid-19 também vão utilizar a ferramenta.

As perguntas da avaliação epidemiológica foram elaboradas pela Secretaria da Saúde, seguindo orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), para identificação de casos suspeitos. As informações são de acesso restrito aos profissionais da saúde.

SITE – O Governo do Paraná disponibiliza também orientações sobre os métodos de prevenção, para evitar a propagação do vírus e também para tranquilizar a população por meio do site http://www.coronavirus.pr.gov.br.

O portal conta com orientações em vídeo, texto e imagens. O conteúdo também foi disponibilizado nas contas oficiais do Governo do Estado no Facebook, Twitter e Instagram. Os materiais podem ser baixados nos sites para serem compartilhados nas redes sociais da população.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Mais de 500 bolsistas reforçam o combate ao coronavírus no Estado

Publicados

em

.

O Programa de Apoio Institucional para Ações de Prevenção e Cuidados diante da Pandemia do Novo Coronavírus, lançado pela Fundação Araucária e pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, já selecionou 510 bolsistas para atuar no Estado. Foram abertas 1.064 vagas e o investimento soma R$ 8 milhões.

São profissionais de saúde, estudantes de diferentes cursos da área e coordenadores de projetos das sete universidades estaduais e da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Eles foram selecionados por meio de um edital, que já está na terceira chamada.

Trata-se de um importante reforço para atendimentos em call centers, para atuação nas divisas do Estado, nas Regionais de Saúde do Paraná, no Laboratório Central do Estado (Lacen), no Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) e no Departamento Penitenciário do Estado (Depen). As atividades de extensão têm a supervisão da Secretaria de Estado da Saúde.

BOLSISTAS – Dos bolsistas já selecionados, 114 atuam nas centrais de informações – atendimento telefônico e por meios digitais à população, esclarecendo dúvidas e dando orientações relacionadas à prevenção, cuidados e combate à pandemia do novo coronavírus no Estado.

Na atenção às divisas rodoviárias do Estado, são 23 enfermeiros, 25 técnicos de enfermagem e 23 acadêmicos de enfermagem, com ações voltadas ao monitoramento da entrada e da saída de pessoas. O monitoramento é feito nos postos de atendimento da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

Leia Também:  Governo confirma R$ 2,97 milhões para pavimentação em Araucária

Junto às Regionais de Saúde – ação extensionista de atendimento à população em unidades de saúde, hospitais e outros estabelecimentos da área – são 130 enfermeiros, 108 técnicos de enfermagem e 22 médicos.

No Laboratório Central do Estado (Lacen/PR) e no Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde do Paraná (CIEVS/PR), 17 bolsistas trabalham no apoio a demandas destas unidades, com a coordenação da Universidade Federal do Paraná (UFPR). No Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) são mais 18 bolsistas. A supervisão de todos os trabalhos das sete universidades estaduais e da UFPR é feita por 30 coordenadores de projetos.

INSCRIÇÕES – As inscrições para participar do programa estão abertas até 13 de abril por este link e o envio da documentação é todo online. O critério de escolha dos bolsistas será por ordem cronológica de inscrição. Para acessar o edital completo, clique AQUI.

ITAIPU – O Governo do Estado também vai firmar um convênio com a Itaipu Binacional para ampliar a contratação de estudantes da área da saúde. O governo e a Itaipu vão disponibilizar, cada um, R$ 4 milhões para contratação direta de 733 bolsistas em caráter emergencial, que serão chamados em um novo edital. Leia matéria completa AQUI.

Leia Também:  Paraná Solidário já cadastrou 460 doadores e 240 entidades

Atuação das universidades por Regional de saúde

1ª Paranaguá – UEPG

2º Curitiba e RMC – UEPG

3ª Ponta Grossa – UEPG

4ª Irati – Unicentro

6ª União da Vitória- Unicentro

5ª Guarapuava – Unicentro

7ª Pato Branco Unioeste

8ª Francisco Beltrão- Unioeste

9ª Foz do Iguaçu – Unioeste

10ª Cascavel – Unioeste

11ª Campo Mourão- Unespar

12ª Umuarama – UEM

13ª Cianorte – UEM

14ª Paranavaí – Unespar

15ª Maringá – UEM

16ª Apucarana – UEL

17ª Londrina – UEL

18ª Cornélio Procópio – UENP

19ª Jacarezinho – UENP

20ª Toledo – Unioeste

21ª Telêmaco Borba – UEPG

22ª Ivaiporã – UEM

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo