Cidades

Duas armas de fogo são aprendidas pela Polícia Militar em Campo Mourão; dois suspeitos foram presos e autuados por porte ilegal de arma de fogo

Publicados

em

Mais duas armas de fogo foram apreendidas na tarde desta terça-feira, por policiais pertencentes ao 11º Batalhão de Polícia Militar (11ºBPM). A ação foi conduzida por uma equipe da Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM), durante patrulhamento de rotina pelo Jardim Cidade Nova, em Campo Mourão. Os policiais suspeitaram de um jovem que estava em via pública e durante a abordagem encontraram um revólver calibre 22 municiado, que estava na cintura dele. Outro suspeito que estava nas proximidades percebeu a ação dos policiais e correu para uma residência, porém dispensou um objeto em cima do telhado. Durante as buscas os policiais constataram que o objeto jogado pelo indivíduo se tratava de um revólver calibre 38, que estava carregado com cinco cartuchos intactos. Ainda em buscas no endereço os militares estaduais localizaram uma balança de precisão e mais quatro munições do mesmo calibre. Os dois suspeitos, de 24 e 31 anos, foram presos e encaminhados para a 16ª Subdivisão Policial de Campo Mourão, onde foram autuados em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. Só neste ano já foram apreendidas 12 armas de fogo em Campo Mourão.

Leia Também:  Mulher que decepou pênis do irmão é encontrada morta e ex-marido assume o crime

Comunicação Social do 11º BPM

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Criança de 11 anos morre após tiro acidental em Apucarana

Publicados

em

Uma tragédia aconteceu na tarde de domingo, 23, em Apucarana, quando uma criança de apenas 11 anos morreu após ser baleada.
O menino teria sido atingido por um tiro acidental enquanto brincava com um adolescente de 15 anos. A vítima estava na casa do garoto. A arma seria um revólver calibre 38. O caso aconteceu no Residencial Solo Sagrado. O menino chegou a ser levado para uma Unidade de Pronto Atendimento, porém não resistiu aos ferimentos. A polícia investiga o caso. A arma seria de um vigilante.
Segundo o investigador Roberto Francisco, chefe do setor de homicídios, após o crime o adolescente deixou o local. “Nós estamos ouvindo testemunhas, fomos até o local onde ocorreu o disparo e eles estariam sozinhos na casa. O menino que morreu, tinha o costume de ir na casa do adolescente para jogar.
“Nós queremos descobrir como essa arma apareceu na casa do adolescente. A princípio após o disparo o adolescente ficou com medo e deixou o local. Na casa morava ele a mãe e irmãos. Estamos investigando,” finaliza Roberto.

Leia Também:  Polícia Prende Homem Com Arma Com Numeração Raspada em Laranjal


Fonte: Cobranews

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo