BRASIL

TRF4 mantém Sérgio Moro em processo da Lava Jato que investiga empresário Marcelo Simões;

autor Publicado em 11 de Outubro de 2017

 

TRF4 mantém Sérgio Moro em processo da Lava Jato que investiga empresário Marcelo Simões;

 

Por decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), o juiz federal da 13ª Vara Criminal de Curitiba (PR), Sérgio Moro, foi mantido no processo movido contra o empresário Marcelo Simões, investigado na Operação Lava Jato. O julgamento ocorreu nesta quarta-feira (11), durante sessão da Oitava Turma da Corte, na sede do Tribunal, em Porto Alegre.

A defesa pedia a suspeição do juiz, ou seja, argumentava que ele não poderia julgar o processo de seu cliente porque Moro “teria antecipado eventual juízo condenatório ao receber a denúncia”. O advogado do empresário, João dos Santos Gomes filho, argumentou que o juiz teria emitido juízo de valor e antecipado futura responsabilidade criminal de Simões.

Após a decisão, o advogado afirmou ao G1 que vai recorrer da decisão. "Acredito em cada vírgula que escrevi [no pedido de suspeição]." Ele ainda criticou a atuação de Moro. "Há uma contaminação absurda, há envolvimento mostruoso, de juiz que colhe a prova, que vai fazer custódia, que vai interpretar, é uma coisa promíscua", disse o advogado.

Procurada pelo G1, a assessoria da 13ª Vara Federal disse que o juiz não vai comentar as declarações da defesa de Marcelo Simões.

Segundo desembargador federal João Pedro Gebran Neto, a verificação dos pressupostos necessários à instauração de medidas cautelares em desfavor do réu não permite dizer que o julgador seja suspeito ou esteja impedido de continuar na lide por já ter proferido sua concepção quanto ao caso em tela.

“A externalização de suas impressões sobre os fatos integram o dever de fundamentar, sem que tal proceder se confunda com comportamento tendencioso ou manifestação de interesse na causa”, esclareceu Gebran.

 

Fonte: G1 RS e RBS TV

Avalie esta matéria:
Total de Voto(s): 0 - Média de Voto(s): 0

 

 

Mais FM