Internacional

Agência confirma que Irã retomou atividade de enriquecimento de urânio

Publicados

em

A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) confirmou que o Irã continua a enriquecer urânio em uma instalação nuclear subterrânea.

Nessa segunda-feira (11), a agência informou, em novo relatório sobre o desenvolvimento nuclear do Irã, que o país reiniciou as atividades de enriquecimento no sábado (9), em uma localidade em Fordow, na parte central do país.

O acordo nuclear de 2015 proíbe que o Irã enriqueça urânio na instalação, que é construída abaixo do solo, a grande profundidade, de forma a protegê-la de ataques estrangeiros.

O documento vem em seguida ao anúncio feito pelo Irã, no início deste mês, de que havia retomado as atividades de enriquecimento na instalação, aparentemente para exercer pressão sobre os Estados Unidos e outras potências mundiais.

A Aeia também relatou que foram detectadas partículas de urânio em local que o governo iraniano não havia declarado à agência. O relatório diz que é essencial que o país continue a interagir com a agência para resolver a questão o mais rápido possível.

Kazem Gharib Abadi, embaixador iraniano para a Aiea declarou que o Irã estendeu sua cooperação máxima à agência e permitiu que ela conduzisse as inspeções necessárias.

Leia Também:  Coreia do Sul luta contra a peste suína

*Emissora pública de televisão do Japão

Edição:
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Internacional

Paris enfrenta greve geral que pode atingir outras cidades da França

Publicados

em

Uma greve geral, hoje (6), na França, contra as novas medidas sobre as aposentadorias ameaça paralisar vários setores. Determinados a forçar o governo a abandonar os planos, trabalhadores dos transportes ferroviários e aéreos, professores, pessoal hospitalar e outras categorias paralisaram as atividades.

As redes de transportes em Paris e outras cidades francesas estão fortemente afetadas pelo movimento.

Paris, nesta quinta-feira, parece uma capital diferente,  disse um jornalista. “Parece um domingo, uma vez que 90% dos trens do Metrô e 80% dos ônibus estão parados” acrescentou. A paralisação é sentida, ainda, nos aeroportos e no recolhimento de lixo pela cidade.

People ride bicycles near the Eiffel Tower during a strike by all unions of the Paris transport network (RATP) as part of a day of national strike and protests against French government's pensions reform plans, France, December 5, 2019.  REUTERS

Sem transporte público, franceses usam bicicletas para se deslocar em Paris      REUTERS – Gonzalo Fuentes

Com o argumento de que quer tornar a economia francesa mais competitiva, o presidente Emmanuel Macron pretende avançar com uma série de cortes nos gastos públicos. Em particular, quer simplificar o sistema de aposentadorias.

Macron argumenta que o atual sistema é injusto e muito dispendioso. A reforma proposta pelo governo tenciona substituir os 42 regimes de pensões que existem atualmente por um sistema por pontos e põe fim a direitos laborais, principalmente, dos funcionários do Metrô de Paris.

Em todo o país estão convocadas 245 manifestações para hoje. Há a possibilidade de confrontos entre grupos violentos e a polícia. O comércio foi aconselhado a fechar.

Edição:
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Hong Kong registra novos confrontos neste domingo
Continue lendo